Gestores da 4ª CIR participam de I Oficina do FortaleCIR nesta sexta-feira (24)

O COSEMS-PB e a II Macro – 4ª CIR, em parceria com a SES-PB realizaram na tarde desta sexta-feira (24) a Oficina de Sensibilização do Projeto FortaleCIR, com apresentação seguida por debate sobre o processo de regionalização no SUS no estado da Paraíba.

Além dos gestores de saúde, a oficina contou com a presença dos prefeitos de Sossego, Picuí, Frei Martinho, Pedra Lavrada e representantes do gabinete de Barauna, Cuité e Damião.

O prefeito de Picuí, Olivanio Remígio, parabenizou o COSEMS-PB pela inciativa e dizer que nosso município está na luta e na busca de uma melhor relação com os demais gestores para uma uma saúde de qualidade e um SUS mais fortalecido para todos e para todas”.

Durante a transmissão aconteceu a apresentação do projeto e as potencialidades e desafios para o processo de regionalização na Paraíba, além de discussão sobre pactuação e ajustes em conformidade com a Resolução CIB-PB Nº 78 de junho de 2019 que8 aprova o Regimento interno da CIB e CIR do Estado da Paraíba.

A gerente da 4ª Regional de Saúde, Sabrina Cunha, a região é unida e está sempre participando das câmaras técnicas e reuniões da CIR. “Agradeço a parceria de todos os gestores, nosso apoio institucional, regionais e COSEMS que estaremos à disposição para colaborar e apoiar todas as ações e projetos como representantes na Secretaria de Estado da Saúde na região”.

Para a presidente da 4ªCIR, a secretária municipal de Saúde de Cuité, Adriana Sellis, “o FortaleCIR vem com uma proposta de trazer a tona discussões de forma regional, identificar as fragilidades de cada município e buscar possíveis soluções de maneira coletiva, a participação dos gestores e secretários impulsiona em cada o compromisso e as deliberações são efetuadas dentro dum contexto macro onde os problemas e deliberações são realizadas com o envolvimento de todos os entes a nível local, regional e estadual, com representatividades colaborativas e comprometidas com cada situação que necessita da atuação de cada segmento na resolução dos problemas”.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *