Oficina ‘E agora, Gestor? reúne gestores de vários municípios paraibanos

Nesta terça-feira (29) o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde da Paraíba (COSEMS-PB) realizou de forma remota a oficina do projeto “E agora, Gestor?”, que tem como objetivo dar suporte aos secretários, por meio de orientações com a equipe técnica e jurídica sobre o que é ser Gestor, Gestão do Trabalho e Educação Permanente em Saúde, Planejamento, Financiamento, Atenção Primária, Judicialização, além do Momento Covid.

Na explanação da assessora técnica, Michelle Targino, foram detalhadas as formas de planejamento em saúde, através dos instrumentos existentes e da necessidade da realização do plano de saúde. Michelle destacou a importância e obrigação de alimentar os sistemas de informação em saúde. “Estes dados precisam refletir a realidade do município de forma mais próxima possível, eles servem como forma de monitoramento e transparência e para órgãos de controle”.

A assessora técnica Anna Katarina Galiza atentou para a necessidade dos gestores gestores identificarem as necessidades de saúde dos seus municípios e a destinação dos recursos, transferências e outros procedimentos que devem ser feitos em conformidade com as normas estabelecidas.

Em seguida, a assessora Ana Maria Fernandes iniciou a apresentação com informações e orientações sobre portarias relacionadas à a atenção básica, mostrando as formas do gestor acessar os sistemas de cadastro e informação. Também foram abordadas questões referentes ao Previne Brasil sobre o desempenhos, indicadores das equipes de saúde, da produção de ações e registro destas atividades.

As assessoras jurídicas Ana Carolina Gama e Clarissa Dantas abordaram a judicialização da saúde, em decorrência de problemas na administração da gestão, medicamentos de alto custo, desconhecimento da legislação, entre outros aspectos e estratégias preventivas para reduzir a judicialização no município. Na ocasião foi salientada a necessidade dos municípios terem ciência da responsabilidade solidária e do direito de solicitar a dilação probatória, o prazo para a apresentação de provas. Ainda, destacaram a importância para o diálogo entre os gestores e os entes jurídicos.

O Secretário Municipal de Saúde de Diamante, Thalmo Barros expôs alguns questionamentos relacionados ao Plano Municipal de Saúde, atualização no registro de informações de indicadores e a forma de realização das conferências. Outros gestores também abordaram questões comuns à inserção das informações no sistema e também de questões sobre judicialização à saúde.

De acordo com ele, participar da oficina proporciona satisfação e alegria. “O COSEMS-PB propôs uma vasta discussão sobre os diversos temas que engloba a gestão de saúde e através da sua acessoria, pudemos ter esclarecimentos acerca da nossa realidade em todo o âmbito da saúde. Com certeza, enriquece nosso trabalho e nos ajuda a sermos mais eficientes. Parabéns e que tenhamos outros momentos assim”

Em formato de oficina, o espaço é realizado nas últimas terças-feiras do mês durante todo o turno da tarde. Através dele, gestores veteranos e novatos recebem esclarecimentos sobre as diretrizes do SUS, além do papel e obrigações do gestor. Todas as apresentações são feitas mediante a exposição dialogada e exemplos práticos. O conteúdo abordado na oficina encontram-se estão disponíveis no site do COSEMS-PB em https://cosemspb.org/educacao-em-saude/

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + 1 =