Guarabira e Mamanguape receberam 1ª Oficina para implantação do FortaleCIR do COSEMS-PB nesta segunda-feira (9)

O COSEMS-PB realizou nesta segunda-feira no auditório da gerência regional de Guarabira e no auditório da UFPB em Mamanguape, nos turnos da manhã e da tarde, respectivamente, oficinas de Sensibilização e Adesão ao Projeto FortaleCIR. Além da presidente do conselho, Soraya Galdino e da Secretaria de Estado da Saúde, representada por Renata Nóbrega, participaram destes momentos, secretários municipais de Saúde, prefeitos da região e corpo técnico dos municípios que compõem as regiões de saúde.

Em Guarabira participaram da oficina, seis prefeitos, dois representantes do executivo municipal e vinte e uma secretarias municipais de saúde, sendo 17 gestores titulares, dois adjuntos e dois técnicos e mais doze técnicos de saúde com uma participação de 87,4%.

Na oficina realizada à tarde em Mamanguape compareceram três prefeitos, um representante, onze gestores titulares municipais de saúde e dezessete técnicos, perfazendo uma participação de 100%.

De acordo com a representante da Secretaria de Estado da Saúde, Renata Nóbrega, é de extrema importância pra fortalecer o processo de regionalização no âmbito estadual. “A gerencia de planejamento está acompanhando todas as agendas do FortaleCIR para que nesse espaço sejam dialogadas situações do que precisa fortalecer nas regiões de saúde”, disse Renata.

“Durante a oficina tivemos o esclarecimento de diversos assuntos da Saúde, como a importância das Comissões Intergestores Regionais, Mais Médicos, Opera Paraíba, Regionalização da Saúde, portarias vigentes, entre outros assuntos. O público se mostrou bastante satisfeito com o dinamismo que preconiza o FortaleCIR e agradeceu à presidência do COSEMS PB pela oportunidade em trazer temas tão importantes para a região de saúde”, disse o secretário municipal de Saúde, João Elísio.

De acordo com a prefeita de Mamanguape, Eunice Pessoa, ações que tenham como objetivo melhorar o atendimento à população serão sempre muito bem-vindas. “Esse projeto busca melhorar a resolutividade do trabalho Secretaria de Saúde no intuito de atender dentro da própria região os pacientes que precisam hein de atendimento especializado, sem necessidade de deslocamento para outros centros urbanos do Estado,” disse a prefeita.

Para o secretário de saúde de Mamanguape, Antônio Neto, o Fortalecir é inovador porque visa capacitar os técnicos e gestores da região de saúde para que eles consigam operacionalizar toda a legislação dentro do arcabouço legal que rege o SUS, as diretrizes para que o trabalho realmente flua e que a região de saúde avance em serviços e ações. “O Projeto Fortalecir não é uma atividade-fim, que vise o atendimento, mas que vai promover uma melhor capacidade técnica dos gestores para revisar os seus processos de trabalho, as pactuações e as agendas entre os municípios. É possível, por exemplo, que um gestor ao constatar em algum município da região prejuízo para uma determinada atividade com outra região, possa fazer uma nova pactuação, tanto para trazer recurso quanto para direcionar recurso, contanto que melhore o atendimento a nossa população,” disse.

Na pauta das oficinas estiveram em destaque o processo de regionalização no SUS e no Estado da Paraíba, potencialidades e desafios para o processo de regionalização na Paraíba, aplicação do questionário entre os gestores para identificação das principais demandas das SMS e CIRs, assinatura do Termo de Adesão e Pactuação das atividades de concentração e de dispersão do Projeto FortaleCIR, entre outros pontos.

Desde segunda-feira (2), a presidente do COSEMS, Soraya Galdino, a equipe técnica do conselho e os técnicos da Secretaria Estadual de Saúde participam da oficina em municípios do sertão, encerrando este primeiro ciclo, na região do Brejo e Zona da Mata, em Guarabira e Mamanguape, respectivamente, com o objetivo de implantar o Projeto FortaleCIR nax região.

Em abril, as oficinas serão retomadas em mais municípios paraibanos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *