Presidente do COSEMS-PB diz que municípios paraibanos precisam de parceria do Estado e critica transferência de responsabilidades

A presidente do COSEMS-PB, Soraya Galdino, destacou na reunião desta quinta-feira (15) da CIB, que os municípios paraibanos precisam de parceria com o Estado e criticou a forma como alguns municípios vêm sendo tratados pela Secretaria do Estado de Saúde (SES). Ela destacou a importância da união entre o estado e os municípios, com os quais mantêm uma relação de interdependência.

De acordo com Soraya Galdino, o COSEMS nunca se omitiu e o Estado precisa entender que a população paraibana mora dentro de cada município e a saúde é executada dentro deles. “Se tudo funcionasse a contento, a gente não precisaria estar fazendo pressão, se a gente faz é porque realmente as coisas não estão funcionando. Vocês precisam vivenciar o que nós estamos passando em cada município. Além de uma pandemia, estamos com eleições municipais e a SES não está chegando nos oferecendo apoio técnico, mas vemos várias falas responsabilizando o município”, disse.

A presidente do COSEMS salienta que não pode transferir culpas aos gestores municiais porque quando eles falham isso muitas vezes pode ser decorrente de falta de apoio do Estado ou do Ministério da Saúde. A responsabilização dos entes deve sempre ser solidária, e o apoio aos municípios por parte dos demais entes é fundamental para a execução de uma saúde de qualidade. A Secretaria de Estado, como órgão coordenador e apoiador precisa se organizar para assumir esse papel, fomentando as discussões e impulsionando o processo de resolução dos problemas de saúde pública no nosso Estado, inclusive iniciando esse processo dentro de sua estrutura organizacional.

No momento em que Soraya Galdino falava, vários gestores ratificaram suas declarações através do chat da videoconferência. “Precisamos trabalhar em conjunto, com respeito. Temos que ter mais cuidado com as falas, principalmente em canais de tevê”, disse o secretário de saúde de Cabedelo, Murilo Suassuna.

O gestor de Quixaba, Davi Nunes da Paz, disse que a fala da presidente do COSEMS-PB foi providencial. “Concordo com a fala de Dra. Soraya e ratifico. É preciso esclarecer essa situação para que possamos avançar para tomarmos decisões que é o objetivo deste espaço”, disse.

A 7ª Reunião Ordinária da CIB seguiu a programação com aprovação de alguns pontos de pauta, além de campanha de multivacinação e poliomielite até o dia 30 de outubro, capacitação para vacinação de febre amarela, dentre outros informes e encaminhamentos.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *