30/Out – Dia Nacional de Luta Contra o Reumatismo

(Foto: Corbis.com)

O reumatismo não atinge apenas juntas e articulações, nem somente idosos; pode também se manifestar em outros órgãos e acometer pessoas de todas as idades, inclusive crianças. De acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia, existem cerca de 130 tipos de doenças reumáticas como artrose, tendinite, bursite, lombalgia, gota, fibromialgia, artrite reumatoide. A osteoartrose, conhecida como “bico de papagaio”, é uma das mais comuns e atinge 60% da população. O problema, relacionado à coluna, causa dores nas articulações e rigidez após o repouso.

Como a causa do reumatismo é desconhecida, a população carece de informações para procurar ajuda médica. No entanto, a coordenadora do setor de Reumatologia do Hospital Lifecenter, Adriana Maria Kakehasi, afirma que os estudos sobre o assunto estão avançando. “Sabemos que a junção de fatores genéticos e ambientais, tais como estresse, poluição, utilização de determinados medicamentos e infecções, levam à doença. Mas não existe um exame específico para detectá-la.”

Por isso, o diagnóstico do reumatismo é feito com base em exames laboratoriais e análise do conjunto de sintomas e sinais observados pelo médico. Além da dor, inflamações são especialmente levadas em consideração para detectar a doença.

A maioria dos tratamentos envolve procedimentos não farmacológicos: prática de atividades físicas e controle de peso e consumo de álcool e cigarro. Adriana ressalta que a colaboração do paciente é fundamental para o sucesso do tratamento. “O primeiro passo é orientá-lo e educá-lo, bem como seus familiares, sobre a importância dessas medidas.” Quando necessário, o tratamento pode incluir medicamentos, que, segundo a reumatologista, evoluíram muito nos últimos dez anos.

Para Adriana, a data é importante para educar a população e sensibilizar a classe médica e o setor público para a necessidade de implantar programas que envolvam as doenças reumáticas. “A população brasileira vive cada vez mais e determinados tipos de doenças reumáticas atingem principalmente os idosos. Além disso, são tão importantes quanto a hipertensão e o diabetes, por exemplo.”

Fonte: Assessoria de Imprensa – Interface Comunicação Empresarial

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *