Posts

Saúde das Crianças

Outubro é o mês das crianças, então nada melhor do que pensar e cuidar da saúde dos pequenos. Afinal estudos mostram que doenças da vida adulta como obesidade, câncer, osteoporose, doenças do coração e diabetes normalmente resultam de escolhas alimentares erradas na infância.

Pelo menos 30% das crianças estão com sobrepeso, a taxa de obesidade infantil dobrou nos últimos anos e estima-se que uma a cada três crianças acima do peso irá desenvolver diabetes.

As necessidades nutricionais das crianças são altas, e o tipo de alimentação adotado nesta fase é muito importante para a saúde durante a vida. Pesquisas mostram que o hábito alimentar da infância nos indica o padrão de consumo do individuo na idade adulta e que a dieta dos pais influencia os hábitos alimentares dos filhos. Então a dieta da família deve ser saudável e variada.

É sabido que tanto o corpo como o cérebro em crescimento necessitam de nutrientes para seu melhor desenvolvimento. O desenvolvimento da criança pode ser comprometido pelo consumo excessivo de açúcar e comida muito processada. O consumo de alimentos industrializados, refinados, cheios de gorduras e aditivos químicos é prejudicial a saúde e desenvolvimento físico e cognitivo da criança. Estudos relacionam o hábito alimentar ao déficit de atenção e hiperatividade infantil.

O cérebro é em sua maior parte composto por gordura. Estudos mostram que déficit de atenção pode estar relacionado a deficiência de ômega 3, já que este possui em sua estrutura o DHA, que é necessário para o funcionamento do cérebro e pode ajudar as crianças a manterem a concentração. Além de ser importante para o desenvolvimento do cérebro, o ômega 3 atua ainda no crescimento e manutenção do coração, pele e articulações, bem como aumentando a resistência imunológica.

É comum que crianças consumam alimentos como salgadinhos, sanduíches, lanches do tipo fast food e biscoitos recheados ao invés de alimentos fontes de ômega 3. Leia mais