Realizada 9ª Assembleia Geral Ordinária e Confraternização do Cosems-PB

Na última terça-feira (06), o Conselho de Secretárias Municipais de Saúde da Paraíba (Cosems-PB), realizou a 9ª Assembleia  Geral Ordinária no Restaurante Sal e Brasa, em João Pessoa. Na oportunidade também foi realizado um almoço de confraternização de fim de ano para todos os gestores municipais de saúde do estado.

De acordo com a presidente do Cosems-PB, Soraya Galdino, este foi um ano  muito conturbado politicamente que refletiu na diretamente na saúde dos municípios e reiterou o apoio do Cosems-PB aos secretários municipais de saúde.

“Foi um ano muito difícil, que exigiu muito de todos nós trabalhamos com saúde pública. Foi necessário muito empenho e dedicação dobrados para que os usuários do SUS sentissem minimamente esses problemas, e 2017 não será diferente. Será um ano de muitos desafios, sobretudo com a redução dos recursos financeiros para os municípios. Temos muito trabalho pela frente e o Cosems-PB vai continuar trabalhando arduamente juntos aos 223 municípios para ajudar a garantir uma saúde de qualidade para população de nosso estado”, afirmou.

Na pauta, além de terem sido discutidos os processos encaminhados ao Cosems-PB pelos municípios como atraso dos repasses de contrapartida da Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba (SES), com encaminhamento de ofício ao Gabinete do Governador solicitando audiência e ofício à SES-PB solicitando atualização das contrapartidas com os recursos da repatriação, também foi passado o preenchimento do formulário de Justificativa da PEC/DAB – Minuta de Portaria.

Após a reunião, foi realizado em clima de descontração e harmonia, o almoço de confraternização pela passagem de mais um ano. Na oportunidade Soraya Galdino deixou a todos os presentes uma mensagem de união, de ética e imparcialidade política aos gestores que passariam por transição de cargos.

“Devemos ter como ideia central que o cidadão não deve ser penalizado por questões políticas. Se o gestor não estará mais à frente da pasta de saúde em seu município, ele deve manter a ética, o profissionalismo e o compromisso de atender bem e de forma imparcial todos os usuários do SUS, e para que isso aconteça, ele deve ser o mais solicito e transparente possível com seu sucessor, entendendo que fazendo isso ele contribuirá com seus munícipes”

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *