Informes Técnicos – Vacina Pentavalente e Vacina Inativada Poliomielite (VIP)

O Sistema Único de Saúde (SUS) está ampliando o Calendário Básico de Vacinação da Criança com a introdução de vacinas pentavalente que previne contra difteria, tétano, pertussis, hepatite B e meningites causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b. Esta será administrada para as crianças com menos de sete anos de idade que estão iniciando ou completando esquema de vacinação a partir do segundo semestre de 2012.

A introdução deste imunobiológico foi possível mediante a política do Ministério da Saúde em fortalecer a capacidade nacional de inovação tecnológica de produção, não só em parceria com laboratórios públicos e com setor privado, mas também com parceiros internacionais para a transferência de tecnologia deste produto e a ampliação do número de vacinas combinadas.

Nesta perspectiva o Ministério da Saúde no prazo de quatro anos, deverá transformar a vacina pentavalente em heptavalente, com a inclusão das vacinas inativada poliomielite e meningite C conjugada, reunindo em apenas uma injeção, vários componentes imunobiológicos. A vacina heptavalente será desenvolvida em parceria com laboratórios Fiocruz/Bio-manguinhos, Instituto Butantan e Fundação Ezequiel Dias. A tecnologia envolvida é resultado de um acordo de transferência entre o Ministério da Saúde, por meio da Fiocruz, e o laboratório Sanofi Pasteur.

Extraído do Informe da Vacina Pentavalente

A Coordenação Geral do PNI liberou dois novos informe técnicos a saber:

 

A importância da amamentação

Clique para ler o infográfico

Produção de próteses dentárias cresce 85% no SUS

O programa Brasil Sorridente tem beneficiado cada vez mais a população brasileira. Prova disso é o aumento da produção das próteses dentárias no Sistema Único de Saúde (SUS). Em 2011, foram produzidas 340 mil próteses, 85% a mais do que em 2010, quando foram produzidas 183 mil unidades. Esse aumento foi possível graças ao crescente número de Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias (LRPD) em todo o País, que, neste ano, já ultrapassou a marca dos mil laboratórios.

Nesta quinta-feira, durante inauguração simultânea de três Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h), o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, assinou mais uma portaria que ampliará o número de laboratórios, totalizando um investimento de R$ 24,6 milhões neste ano. “Com o esforço que nós fizemos em 2011, com os laboratórios regionais e a parceria com os estados e municípios, nós já chegamos a 340 mil pessoas que receberam prótese. Mas queremos fazer mais. Por isso, nós estamos entregando aos municípios mais equipamentos e laboratórios, que vão nos ajudar a ampliar ainda mais o acesso”, avaliou o ministro. Leia mais

Gratificação por Desempenho

Publicamos na nossa página de Legislação alguns documentos relacionados à Gratificação por Desempenho.

Clique aqui ou selecione o item Legislação no menu superior.

Presidente do CONASEMS agradece presença no congresso nacional de Maceió

Em ofício enviado ao COSEMS-PB, Antônio Carlos Figueiredo Nardi, presidente do CONASEMS, agradeceu a presença dos secretários de saúde da Paraíba no XVIII Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, evento já consolidado como um dos maiores da América Latina em saúde pública.

Inteiro teor do ofício.

O módulo on-line da avaliação externa PMAQ já está disponível

Já está no ar o módulo on-line da avaliação externa PMAQ.

Os gestores e equipes devem preencher esse módulo para serem certificadas. As informações do Módulo IV são essenciais para a avaliação das equipes de atenção básica.

Os questionários do Módulo IV para o gestor e responsáveis das equipes fazem parte da avaliação, portanto é recomendável que sejam inseridas informações para todas as questões.

O sistema estará aberto até 31/07/2012.

É importante que as informações solicitadas no sistema sejam inseridas o mais breve possibilitando o cálculo do desempenho das equipes participantes.

O passo a passo para auxiliar os gestores e as equipes para o preenchimento on line no aplicativo estão abaixo:

[notice]Para os municípios com 30 ou mais equipes participantes do PMAQ (João Pessoa e Campina Grande), o bloco VÍNCULO DOS PROFISSIONAIS E RELAÇÃO DE TRABALHO deverá ser preenchida a Tabela dos profissionais das equipes do PAMQ e enviado um email com o seguinte título: Tabela dos profissionais das equipes do PMAQ para o endereço de email: avaliacao.dab@saude.gov.br

Obs: a tabela apresenta informações dos profissionais por estado/município. Selecione o seu município e envie a tabela.

Na tabela poderão ser inseridos profissionais que não estão listados.[/notice]

[important]Atenção: Somente os municípios com 30 ou mais equipes participantes no PMAQ deverão preencher e enviar a tabela, os demais municípios deverão inserir as informações no questionário disponível no sistema.[/important]

Maiores informações:

Priscila Mara Anjos Nunes
(83) 9153-6675 Claro / 8705-1637 Oi / 9640-9878 Tim
Apoio Institucional Descentralizado PARAÍBA

Coordenação de Gestão da Atenção Básica – CGAB
Departamento de Atenção Básica – DAB
Secretaria de Atenção à Saúde – SAS
Ministério da Saúde – MS

MS recomenda adoção de medidas contra gripe

Cuidados simples com a higiene pessoal podem evitar a doença. O resfriado é mais brando e pode durar de 2 a 4 dias. A gripe é uma infecção causada pelo vírus Influenza, contagiosa, com evolução aguda e febril.

Com a chegada do inverno, o número de pessoas que portam infecções respiratórias por vírus costuma aumentar. Um dos fatores que contribui para esta situação é a tendência das pessoas de se aglomerarem, o que facilita a circulação de vírus e bactérias. No entanto, muitas vezes, a gripe é confundida com resfriado. É preciso esclarecer que o resfriado, geralmente, é mais brando e pode durar de 2 a 4 dias. Apresenta sintomas relacionados ao comprometimento das vias aéreas superiores, como congestão nasal, dor de garganta, tosse, coriza e rouquidão.

Nos casos de resfriado, a febre é menos comum e, quando acontece, é de menor duração. Outros sintomas também podem estar presentes, como mal-estar, dores musculares e dor de cabeça. Assim como na influenza, o resfriado comum também pode apresentar complicações como otites, sinusites, bronquites e até mesmo quadros mais graves. Leia mais

COSEMS-PB se retira da CIB/PB temporariamente

A Diretoria do COSEMS/PB em reuniäo ampliada realizada no dia 02/O7/2012 decide se retirar da Comissäo Intergestores Bipartite – CIB/PB até que a Secretaria de Estado da Saúde cumpra a resolução nº 25/12 da CIB-PB, que trata de repasse de recursos financeiros MAC aos municípios.
Atualmente, não houve repasse dos recursos há 04 (quatro) meses para alguns municípios.

Veja o inteiro teor do ofício.

Brasil inicia distribuição de remédio para Alzheimer fabricado no país

O laboratório do Instituto Vital Brazil (IVB), localizado em Niterói, na região metropolitana da capital fluminense, entregou hoje (29) às secretarias estaduais de Saúde os primeiros lotes de rivastigmina, medicamento destinado ao tratamento dos portadores de Alzheimer. A fórmula foi desenvolvida nacionalmente após a patente do proprietário original ter expirado.

Estão sendo entregues quatro toneladas do remédio, que serão distribuídas gratuitamente. A quantidade é capaz de atender ao total da demanda do país. De acordo com dados da Associação Brasileira de Alzheimer (Abraz), cerca de 6% dos 15 milhões de pessoas com mais de 60 anos sofrem com a doença.

O vice-presidente do IVB, Bernardo Horta, disse que o projeto é fruto de uma nova política de governo federal que, por meio de legislações específicas, incentivou a produção nacional da rivastigmina, fortalecendo o campo da saúde através de uma parceria público-privada.

De acordo com Horta, o processo de produção teve início há dois anos, quando o IVB constituiu uma parceria que envolvia o laboratório Laborvida, do Rio de Janeiro, e o laboratório EMS, de São Paulo, o maior produtor do país no campo dos medicamentos genéricos.

“Foi necessária muita pesquisa para desenvolver a formulação do medicamento. Um laboratório multinacional detinha a sua patente, que foi posteriormente expirada. Isso propiciou o processo de desenvolvimento da formulação do medicamento. A partir daí, resultou o registro na Anvisa, e foi então iniciada a sua produção”, disse Horta.

Segundo o vice-presidente, o remédio deve estar disponível a partir de julho, e será entregue trimestralmente. O Ministério da Saúde será o responsável pela distribuição nacional gratuita do medicamento, por intermédio do Sistema Único de Saúde (SUS).

“O medicamento vai ser distribuído hoje a todos os almoxarifados de todas as secretarias de todos os estados da Federação. Haverá ainda uma destinação ao almoxarifado do ministério em Brasília, [para formação] do chamado estoque estratégico, ou seja, se faltar esse medicamento em algum local, por acréscimo de demanda, vai existir umquantum que poderá ser encaminhado”.

O Alzheimer é uma doença degenerativa, caracterizada pela perturbação das funções cognitivas, e é ainda incurável e progressiva, levando à morte. Esses sintomas muitas vezes são acompanhados pela deterioração do comportamento social, da motivação e do controle emocional.

Para a distribuição dos lotes, o Instituto Vital Brazil firmou com o Ministério da Saúde contrato de cinco anos, com o compromisso de atender toda a demanda nacional necessária. O medicamento a ser entregue possui formulações que variam de 1,5 mg a 6 mg, em embalagens de 15 cápsulas cada.

 
Fonte: www.agenciabrasil.ebc.com.br

Prorrogado o prazo de registro de acompanhamento das condicionalidades em saúde da primeira vigência do PBF em 2012

Prorrogado até 6 de julho o prazo para registro do acompanhamento das condicionalidades de saúde referente à 1ª vigência de 2012 no Sistema de Gestão do PBF na Saúde. O motivo é a greve dos servidores do Ministério da Saúde que de alguma forma prejudicou o acompanhamento das famílias do Programa Bolsa Família(PBF). É a oportunidade para ampliar a cobertura de seu município.

No acompanhamento das condicionalidades de saúde, o PBF traz o princípio de equidade e a possibilidade de acolhimento pelo SUS aos mais vulneráveis. As condicionalidades de saúde do PBF constituem uma oportunidade para o SUS na garantia do direito de acesso à saúde dos beneficiários do Programa.

Acesse aqui o sistema