Estão abertas as inscrições para envios de trabalhos da 14ª EXPOEPI

As inscrições para 14ª Mostra Nacional de Experiências Bem Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças (Expoepi) estão disponíveis no site do evento. Este ano a Mostra ocorrerá em Brasília (DF) entre os dias 28 e 31 de outubro.

Criada em 2001 e promovida pela Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde, o evento tem como principal objetivo difundir os serviços de saúde do SUS que se destacaram pelos resultados alcançados em atividades relevantes para a saúde pública.

As experiências e trabalhos científicos serão premiados nas diferentes áreas constitutivas da vigilância em saúde, contempladas em três modalidades de participação:

Modalidade I: para premiação das experiências bem-sucedidas realizadas pelos serviços de saúde do SUS;

Modalidade II: direcionada para a premiação de profissionais de saúde que atuam no SUS e desenvolveram trabalhos técnico-científicos, em nível de pós-graduação, que contribuíram para o aprimoramento das ações de vigilância em saúde, prevenção e controle de doenças e agravos de interesse da Saúde Pública;

Modalidade III: para ações desenvolvidas por movimento social que contribuíram para o aprimoramento da vigilância em saúde.

Por meio de painéis e mesas redondas, os participantes da 14ª Expoepi debaterão as estratégias atuais, as novas ferramentas e os principais desafios para o aprimoramento das ações da vigilância em saúde, com um diálogo qualificado entre gestores, profissionais de saúde e pesquisadores sobre temas relevantes para a vigilância, prevenção e controle das doenças e agravos de interesse da Saúde Pública.

Novidade

Antecedendo a 14ª Expoepi, serão realizadas, no dia 27 de outubro, oficinas de trabalho com o propósito de contribuir para a organização, implementação ou monitoramento das atividades da vigilância em saúde. Somente os participantes inscritos no evento poderão participar desta atividade. As vagas são limitadas. Os temas que poderão ser escolhidos são:

– Como organizar e utilizar o Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa).

–  Monitoramento rápido de coberturas vacinais.

–  Organização do manejo do HIV na atenção Básica.

– Como melhorar a qualidade da informação sobre mortalidade.

–  Vigilância da qualidade da água para consumo humano.

–  Integração das ações de vigilância em saúde do trabalhador na atenção básica.

–  Organização das ações para a eliminação da hanseníase e doenças relacionadas à pobreza.

–  Organização das ações de vigilância, prevenção e controle da tuberculose no município.

–  Organização da vigilância das violências e acidentes em âmbito municipal.

Fonte: Ministério da Saúde

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + 13 =