Comunicado: Programa Nacional de Imunizações

A Gerência de Vigilância em Saúde do Estado – GEVS -,vem informar, através de memo/gevs nº 23/2014, do dia 06 de março de 2014, que o Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI) alerta os Coordenadores Estaduais de Imunização sobre a dificuldade que este vem enfrentando em atender demandas de distribuição de alguns imunobiológicos com regularidade. O Ministério destaca que estão entre as vacinas  em distribuição reduzida a Dupla adulto (dT), BCG, Meningocócica C, Tetra Viral e DTPa, além dos soros Antirrábico Humano, Antitetânico, Antibotrópico, Antibotrópico/crotálico, anticrotálico, Antiloxoscélico, antiaracnídico e antielapídico, Soro antidiftérico, além da Imunoglobulina antirrábica humana.

O Programa atribui a situação atual a adequações no parque fabril dos laboratórios produtores, atraso no cronograma de entrega que estariam assim, comprometendo a manutenção do estoque estratégico e o atraso na entrega pelo fundo rotatório, devido aos tramites de importação dos fornecedores para o Ministério da Saúde. Tendo em vista todo o cenário descrito acima, a SES elencou algunas recomendações que devem ser seguidas pelos gestores municipais, objetivando otimizar as doses que ainda estão sendo distribuídas regularmente pelo Estado.

Como principal ação, a Secretaria Estadual de Saúde orienta as Secretarias Municipais a intensificarem os cuidados no armazenamento  dos imunobiológicos, evitando perdas. Ao mesmo tempo pede a otimização do uso das vacinas a partir da abertura do frasco, através de estratégias de agendamento busca ativa. Em relação aos soros citados anteriormente, recomenda-se fazer avaliação clínica criteriosa com análise da situação vacinal, seguindo o protocolo de aplicação dos mesmos. A situação dos soros já vem sendo trabalhada desde dezembro com os Hospitais de referência para o atendimento (Hospital Regional de Cajazeiras, Hospital Regional de Patos, Hospitais de Trauma de Campina Grande e João Pessoa e Hospital Edson Ramalho) e otimização de uso.

A Gerência de Vigilância informa ainda que quando necessário for, haverá remanejamento de doses entre os municípios pela SES/PB, através das Gerências Regionais de Saúde para que todos continuem tendo acesso aos imunobiológicos até que a situação seja regularizada pelo Ministério da Saúde, através do PNI, programa que é responsável pela aquisição das vacinas e distribuição para todo o Estado.

Fonte: GEVS/SES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *