Posts

Tonturas

As tonturas também são designadas por vertigens. No entanto, na vertigem, para além de uma alteração do equilíbrio, há também uma sensação de movimento associada. É um problema comum. As tonturas podem acontecer de vez em quando ou estar presentes quase sempre. Não costumam ser um problema grave.

Saiba as causas das tonturas

Por vezes não se sabe o que provoca as tonturas. Resultam de uma alteração dos mecanismos de controlo do equilíbrio, mais frequentemente ao nível do ouvido interno.  As informações visuais e as informações do sistema nervoso periférico relativas aos ossos, músculos e articulações, são também importantes para o equilíbrio que, em última análise, nos é dado pelo sistema nervoso central, após a recepção de todas aquelas informações. Assim, uma alteração em qualquer um destes níveis pode despertar uma vertigem. Podem ocorrer tonturas durante uma infecção do ouvido, uma doença sistémica ou uma lesão na cabeça. Com o envelhecimento são mais frequentes as alterações do equilíbrio. A movimentação rápida da cabeça também podem provocar tonturas.

Sinais e sintomas de tonturas

Poderá ficar com a sensação de que você ou o quarto onde se encontra estão a rodopiar ou a girar. Poderá também ter a sensação de estar a balançar de um lado para o outro. Poderá sentir-se zonzo ou a desmaiar. Poderá ainda sentir-se a flutuar ou a perder o equilíbrio. Poderá sentir náuseas (enjoo) ou vómitos. As tonturas podem fazer com que caia.

Como se Diagnostica

No diagnóstico da vertigem é importante um exame médico bastante completo, que permita excluir as causas mais raras, mas mais graves de vertigem central (originada por lesão no sistema nervoso central). É também importante um exame de otorrinolaringologia, que é urgente se o doente tiver uma otite crônica. No diagnóstico inicial é realizado um exame otorrinolaringológico completo e várias manobras para estudar os movimentos dos olhos e a postura do doente. Pode ser necessário realizar exames auxiliares de diagnóstico complexos, como uma videonistagmografia ou um TAC cerebral e/ou dos ouvidos.

Prevenção e Cuidados a ter

Para evitar as tonturas, levante-se devagar de uma posição deitada para uma posição sentada. Sente-se durante um minuto antes de se levantar. Poderá necessitar de medicamentos para diminuir ou para se ver livre dastonturas e para controlar as náuseas e os vómitos. E poderá necessitar de ser internado para lhe serem efectuados testes e ser administrado otratamento. Deve evitar conduzir ou operar máquinas perigosas enquanto tiver alterações do equilíbrio.

Riscos e Complicações

As vertigens são normalmente um sintoma benigno. A sua gravidade depende da doença que as determina. As complicações mais frequentes resultam das quedas ou acidentes sofridos por pessoas durante uma crise vertiginosa. No entanto, se tiver uma otite crónica, a vertigem pode ser, ela própria, um sinal de alarme de uma complicação da otite que esteja a ocorrer.

Tratamento das tonturas

Excluída a vertigem central, o tratamento baseia-se no controlo dos sintomas e em medicamentos que acelerem a recuperação do labirinto (parte do ouvido interno responsável pelo equilíbrio). Uma grande parte das tonturas trata-se com manobras que o seu otorrinolaringologista realizará para restabelecer o funcionamento dos aparelhos sensores do movimento situados no labirinto. Poderá também necessitar de tratamentos mais complexos com cadeiras rotatórias e luzes ou com plataformas móveis, em todo o caso controladas por um otorrinolaringologista.

 

Fonte: http://www.fotosantesedepois.com/2011/05/31/tonturas/