A corrida pela medicina personalizada

The New York Times* Ventiladores elétricos rosnavam como se fossem aviões em decolagem e luzes verdes piscavam em um porão da Escola de Medicina Monte Sinai, Nova York, onde um novo supercomputador de US$3 milhões reunia rapidamente grandes quantidades de informação genética e biológica. Há poucos quilômetros de distância, as concorrentes Faculdade Weill Cornell e …

A corrida pela medicina personalizada Leia mais »