Posts

Fibromialgia

fibromialgiaA fibromialgia é um conjunto complexo de sintomas e a sua causa e natureza não são conhecidas. O nome FIBROMIALGIA significa dores nos músculos e tecidos conectivos fibrosos (ligamentos e tendões). Afeta inúmeras partes do corpo levando assim a uma grande dificuldade em a diagnosticar. A doença é uma síndrome de dor crônica caracterizada por dor muscular, sono não reparador, rigidez muscular, fadiga, depressão, ansiedade e dor à pressão em 18 pontos específicos. Trata-se de uma doença complexa, sem prevenção, portanto esta deve ser baseada nos cuidados gerais da sociedade, como uma vida regrada, boa higiene do sono, exercício físico regular, alimentação saudável e medidas de combate ao stress excessivo e prolongado. O prognóstico da fibromialgia é mau e condena o utente a dor crônica e limitações funcionais que nunca melhoram completamente, apenas podem ficar mais suportáveis com a optimização dos cuidados gerais de saúde.

Os sintomas principais são:

  • Dor – A dor é crônica e difusa por todo o corpo. A intensidade da dor varia de acordo com as horas do dia, a intensidade dos esforços produzidos, a condição climatérica, a qualidade do sono na noite anterior, aspectos emocionais ou stress.

Uma das características essenciais da fibromialgia é também a existência de áreas sensíveis à pressão chamadas pontos dolorosos, que ao mínimo toque desperta dor. Estes pontos dolorosos localizam-se em áreas bem identificadas sobre músculos, tendões e tecido adiposo e distribuem-se generalizada e simetricamente.

  • Fadiga – A fadiga tem maior intensidade de manhã e frequentemente agrava-se a meio da tarde. Este tipo de fadiga não passa com o repouso como acontece noutras situações, ela é persistente e muitas vezes referida como uma espécie de cansaço mental com grande dificuldade de concentração. A falta de energia, leva a que no dia-a-dia a execução de tarefas consideradas simples levem a pessoa à exaustão.
  • Distúrbios do sono – Mesmo dormindo o número de horas necessárias, os doentes com fibromialgia acordam mais cansados do que quando se deitaram pois não atingem o estádio mais profundo do sono – este é superficial e com constantes acordares durante a noite.
  • Rigidez muscular – Para além da dor, a rigidez é a pior coisa de lidar. Manifesta-se ao acordar ou após longos períodos de permanência na mesma posição, quer sentado quer em pé.
  • Perturbações cognitivas – De dia para dia, vários sintomas variam: a dificuldade de concentração, falta de memória, confusão mental.
  • Perturbações gastrointestinais – Referem-se problemas gastrointestinais dos quais se destacam a obstipação, diarreia, dores abdominais, gases e náuseas.
  • Dores de cabeça – Dores de cabeça recorrentes assim como enxaquecas, que podem limitar a atividade diária do doente.
  • Hipersensibilidade química – Na multiplicidade dos sintomas, a intolerância e hipersensibilidade a determinados cheiros, ruídos, luzes intensas, medicamentos, alimentos e produtos de limpeza e higiene são também frequentemente referenciados.

Outros sintomas comuns

Dormência e formigamentos nas extremidades, intolerância ao frio, sensação de secura na boca e olhos, alergias, depressão, ansiedade, alterações de humor, dor torácica não cardíaca, tonturas, zumbidos nos ouvidos, visão turva ou desfocada, edema subjectivo e disfunção temporo-mandibular entre outros.

Estes sintomas são muitas vezes agravados por fatores externos como o stress, frio, umldade, ruído, mudanças climáticas, excesso de esforço e fatores internos como a ansiedade, depressão e variações hormonais.

Fonte: Clínica da Família Rinaldo De Lamare.