Posts

Resultado PMAQ – 2º CICLO

O Conselho de Secretarias Municipais de Saúde da Paraíba/PB, em nome da Presidenta Soraya Galdino, repassa as seguintes informações, consideradas de suma importância.

“O Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde está concluindo a terceira fase do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica (PMAQ-AB) e a validação dos dados coletados pelas Universidades responsáveis pela realização da avaliação externa.

Serão divulgadas duas listas de Certificação das Equipes participantes do segundo ciclo do PMAQ, a primeira em setembro e a segunda em novembro de 2014. Embora a divulgação da Certificação só aconteça nos meses citados anteriormente, os municípios receberão o recurso referente ao desempenho das equipes participantes do PMAQ retroativo a competência junho de 2014, de acordo com a pactuação entre Municípios, Estados e Ministério da Saúde na Comissão Intergestores Tripartite (CIT).

A previsão do número de equipes que serão Certificadas por Estado: Na Paraíba, em Setembro: 1.060 equipes e Novembro: 168 equipes

Mais informações:    

 

                                    Priscila Mara Anjos Nunes

          (83) 8653-3860 Oi  /  9153-6675 Oi  / 9640-9878 Tim / (61) 3315-5905

                   Apoio Institucional Descentralizado PARAÍBA

Cosems-PB realiza Seminário de Avaliação Externa – Pmaq/CEO

C1964265_686038321434211_52055244_nom a presença do Coordenador Regional do PMAQ-CEO/NE Wilton Padilha, a Coordenadora Estadual Bianca Santiago, o Coordenador Nacional de Saúde Bucal do Ministério da Saúde, Gilberto Pucca, e a Presidente do Cosems/PB, Soraya Galdino, a Paraíba recebeu na manhã do dia 26, quarta-feira, em João Pessoa, o Seminário de Implantação da Avaliação Externa do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade dos Centros de Especialidades Odontológicas (PMAQ-CEO). O encontro foi realizado no auditório do Centro Formador de Recursos Humanos – CEFOR – e reuniu Secretários Municipais de Saúde da Paraíba, Coordenadores Municipais de Saúde Bucal e Gerentes de CEO.

O evento foi realizado com o objetivo de repassar aos secretários municipais de saúde e coordenadores de saúde bucal informações sobre a terceira etapa do projeto, que é marcada pelo início das avaliações externas dos CEO’s na Paraíba, apresentando seus conceitos gerais e promovendo uma mesa de debates para tirar dúvidas sobre o Programa. Segundo o coordenador regional Wilton Padilha, o objetivo geral da Avaliação Externa consiste em “verificar in loco um conjunto de padrões de qualidade de estrutura e processo de trabalho dos CEO’s, no âmbito do PMAQ/CEO, visando subsidiar o processo de certificação de qualidade e a tomada de decisão na definição de parâmetros de qualidade para melhoria e expansão das ações de atenção e prevenção em todo território nacional”.

Para a realização desta etapa o Ministério da Saúde abriu parceria junto ao Centro Colaborador em Vigilância da Saúde Bucal do Ministério da Saúde (CECOL/MS) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) que coordenará todo o processo de avaliação externa no Brasil. Na Paraíba, o responsável por executar a avaliação externa será a Universidade Federal do Estado. Segundo a Coordenadora Estadual do programa Bianca Santiago, a Paraíba possui  54 CEO’s contratualizados que devem ser avaliados em um prazo de dois meses com uma previsão de investimento de, pelo menos, 2,4 milhões de reais.

De acordo com as diretrizes da Avaliação Externa, os CEO’s podem ser classificados através do desempenho. Se o desempenho for considerado muito acima da média, o resultado seria a ampliação do recebimento para 100% do Componente de Qualidade. Se considerado insatisfatória, acarretaria na desclassificação do programa e na suspensão do recebimento do Componente de Qualidade. Além dessas classificações de desempenho, os CEO’s também podem estar “pouco abaixo da média”  – continuariam recebendo 20% do componente de qualidade – , e “acima da média” – ampliam o recebimento para 60% do Componente de Qualidade. Com isso, o programa objetiva promover a melhoria do atendimento odontológico prestado à população, podendo, o município que atender aos padrões de qualidade, dobrar os recursos recebidos pelo Ministério da Saúde. 

1624178_686038404767536_439224804_n

Para o Coordenador Nacional de Saúde Bucal do Ministério da Saúde Gilberto Pucca, o PMAQ não serve apenas para melhorar a atenção básica. “Este programa busca solucionar uma questão antiga e polêmica do SUS: o financiamento. Temos que ser mais ousados na qualificação, visando  mais e fazendo o melhor”, ressalta Pucca. Até o final de 2014 há previsão de investimento de R$ 19 milhões nos centros odontológicos de todo país. 

Ao final da reunião, a Presidente do Cosems/PB, Soraya Galdino, presenteou a mesa com a nova agenda Conasems e agradeceu a presença e os esclarecimentos.

Por: Sayonara Rodrigues

 

Carta de Apresentação de Equipe de Campo do PMAQ-PB

O Coordenador Geral da Avaliação Externa do PMAQ no Estado da Paraíba, Luciano Bezerra Gomes, divulgou aos Gestores Municipais de Saúde da Paraíba, uma carta contendo a apresentação da equipe de campo do PMAQ. O projeto busca ampliar o acesso e a melhoria de qualidade da Atenção Básica aos usuários paraibanos. No momento, está sendo trabalhada a terceira fase do PMAQ, referente a Avaliação Externa.

A carta traz especificações do programa, esclarecendo questões como o trabalho dos supervisores, visitas de avaliação aos municípios e critérios para que seja executada a avaliação externa. Além disso, exibe também duas listas contendo os materiais impressos que serão solicitados para as equipes de Saúde da Família, equipes de Saúde Bucal e Nasf.

Para mais informações, o gestor interessado por acessar a íntegra da carta no link abaixo:

CARTA DE APRESENTAÇÃO PMAQ-PB

Por: Sayonara Rodrigues

 

 

Situação SIAB Paraíba para indicadores PMAQ

[warning]

PMAQ logoAtentamos aos municípios que é condição de permanência no Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB) o envio regular e consistente da base de dados do SIAB ou SISAB pelos municípios participantes do programa.

A avaliação de desempenho dos indicadores para a Certificação de Qualidade das Equipes considerará as competências JULHO, AGOSTO E SETEMBRO de 2013, conforme tabela abaixo:

Quantidade de indicadores de monitoramento da Fase de Desenvolvimento do 2º Ciclo do PMAQ, de acordo com o sistema de informação a ser utilizado.

 

Uso do SIAB

Uso do e-SUS AB/SISAB

eSF/ AB Parametrizada

20 Indicadores de desempenho

08 Indicadores de desempenho

Saúde Bucal

04 Indicadores de desempenho

04 Indicadores de desempenho

NASF

05 Indicadores de monitoramento

Averiguamos que alguns municípios da Paraíba ainda não estão utilizando a nova versão (6.6) e/ou implementaram a Ficha Complementar. Dos 222 municípios que realizaram a adesão ao PMAQ em 2013:

  • 02 encontram-se utilizando versão anterior do SIAB (6.5);
  • 09 ainda não implementaram a ficha complementar (fonte coletadora de dados de diversos indicadores no PMAQ AB, a exemplo da Saúde Bucal);
  • 50 encontram-se com o envio de competências em atraso.

Anexos:

Ressaltamos aos municípios referidos (na planilha em anexo) que apresentam atraso no envio de competências do SIAB em 2013 e que se encontram EFETIVAMENTE IMPLANTADO (EM PLENO FUNCIONAMENTO do e SUS/SISAB E ENVIO À BASE NACIONAL), NÃO necessitarão regularizar a base do SIAB, uma vez que os indicadores para pontuação no programa serão inseridos no próprio sistema do PMAQ posteriormente.

Já para os municípios com utilização do SIAB e que apresentam atraso no envio de competências, realizar a regularização o mais brevemente.

Para maiores esclarecimentos, estamos à disposição.

Priscila Mara Anjos Nunes
(83) 9153-6675 Oi / 9640-9878 Tim / (61) 3315-5905
Apoio Institucional Descentralizado PARAÍBA
Coordenação de Gestão da Atenção Básica – CGAB
DAB / SAS / Ministério da Saúde

[/warning]

PMAQ: Desistência de participação da avaliação externa

 

[important]

Se no seu município houver alguma equipe que desistiu de participar da avaliação externa do PMAQ, é preciso infomar no PORTAL DO GESTOR.

  • Entrar no PORTAL DO GESTOR usando o CPF e a senha do gestor municipal;
  • Clicar no perfil “Gestor municipal”;
  • Clicar no menu “PMAQ 2º ciclo”, na lateral esquerda da tela;
  • Abrirá sub-menus, o gestor deverá selecionar “Excluir equipe da avaliação externa”;
  • Terá uma lista de equipes por tipo (SF, SB, NASF e CEO) conforme a adesão do município;
  • O gestor municipal deverá selecionar a(s) equipe(s) que deverá(ão) ter sua avaliação externa excluída/cancelada.
  • Aparecerá uma mensagem de aleta perguntando se o gestor tem certeza que deseja excluir aquela equipe do PMAQ, se SIM, as equipes excluídas aparecerão em uma lista no final do processo.

 

O prazo para exclusão da avaliação externa das equipes vai até o dia 30/11/13.

É importante lembrar que desistir da avaliação externa implicará em exclusão do PMAQ. Com isso, as equipes deixarão de receber o recurso do programa.

Priscila Mara Anjos Nunes
(83) 9153-6675 Oi / 9640-9878 Tim / (61) 3315-5905
Apoio Institucional Descentralizado PARAÍBA
Coordenação de Gestão da Atenção Básica – CGAB
DAB / SAS / Ministério da Saúde

[/important]

PMAQ – Fim do prazo para preenchimento do módulo eletrônico

Amanhã (22.11.13) o módulo eletrônico do PMAQ será encerrado!

Esta etapa é fundamental para a certificação das equipes.

Para acessar o módulo eletrônico o gestor municipal deverá entrar pelo “acesso restrito” com o seu login e senha.

Dentro do módulo eletrônico, no bloco 5.12 houve o acréscimo de mais duas categorias profissionais. essas novas informações deverão ser preenchidas pelos municípios que já finalizaram o módulo.

 

UF NÚMERO DE MUNICÍPIOS
2º ciclo PMAQ NÃO PREENCHIDO PELO MENOS UM BLOCO PREENCHIDO TODOS OS BLOCOS PREENCHIDOS
N % N % N %
PB 222 PARTICIPANTES 42 18,9 7 3,2 173 77,9

 

Estamos à disposição para maiores esclarecimentos.

LInk: Planilha_requalifica_novembro_2013_PB

Priscila Mara Anjos Nunes
(83) 9153-6675 Oi / 9640-9878 Tim / (61) 3315-5905
Apoio Institucional Descentralizado PARAÍBA
Coordenação de Gestão da Atenção Básica – CGAB
DAB / SAS / Ministério da Saúde

PMAQ e Programa de Requalificação de UBS no Estado da Paraíba

1- MÓDULO ELETRÔNICO PMAQ SITUAÇÃO 13.11.13

Este módulo ficará disponível até o dia 22/11/2013

Situação no estado da PB:

 

UF NÚMERO DE MUNICÍPIOS
2º ciclo PMAQ NÃO PREENCHIDO PELO MENOS UM BLOCO PREENCHIDO TODOS OS BLOCOS PREENCHIDOS
N % N % N %
PB 222 47 21,2 12 5,4 163 73,4

Para acessar o módulo eletrônico o gestor municipal deverá entrar pelo “acesso restrito” com o seu login e senha.

Dentro do módulo eletrônico, no bloco 5.12 houve o acréscimo de mais duas categorias profissionais. Essas novas informações deverão ser preenchidas pelos municípios que já finalizaram o módulo.

2- PROPOSTAS QUE NUNCA FORAM ACESSADAS  NO SISMOB

É importante que todas as obras de reforma, ampliação e construção sejam acompanhadas no SISMOB e por isso é importante que todos os municípios insiram informações sobre suas obras. Segue consolidado da região Norte das obras que se encontram sem informações.  Para informações mais detalhadas favor consultar o site da SAGE (Sala de Apoio a Gestão estratégica) do Ministério da Saúde.

REFORMA

 

UF

QTD. MUNICIPIOS

QNT. PROPOSTAS

QTD. PROPOSTA SEM O PRIMEIRO ACESSO

PERCENTUAL DE PROPOSTAS SEM PRIMEIRO ACESSO

PB

104

292

37

12,67

 

 AMPLIAÇÃO

 

UF

QTD. MUNICÍPIOS

QNT. PROPOSTAS

QTD. PROPOSTA SEM O PRIMEIRO ACESSO

PERCENTUAL DE PROPOSTAS SEM PRIMEIRO ACESSO

PB

117

263

78

29,65

 

 

CONSTRUÇÃO

 

UF

QTD. MUNICÍPIOS

QNT. PROPOSTAS

QTD. PROPOSTA SEM O PRIMEIRO ACESSO

PERCENTUAL DE PROPOSTAS SEM PRIMEIRO ACESSO

PB

164

377

131

34,74

 

3- INSERÇÃO DA ORDEM DE INICIO DE SERVIÇO – OIS

De acordo a Portaria 1.902 de 03 de setembro de 2013 todas as propostas de 2009 a 2012 têm até 16 de dezembro de 2013 para inserção da Ordem de Inicio de Serviço. Segue consolidado por componente das obras que encontram-se sem este documento no sistema.

 

ESTADO

TOTAL DE PROPOSTAS

TOTAL DE MUNICÍPIOS

PB

83

40

Municípios com propostas sem Ordem de início de serviço no sistema e
precisam inseri-las até 16 de dezembro de 2013 

 

Estado

Município

IBGE

Nº de propostas sem OIS

Construção

Reforma

Ampliação

PB

Alagoa Grande

250030

1

0

0

PB

São João do Rio do Peixe

250070

1

0

5

PB

Aparecida

250077

0

0

1

PB

Araçagi

250080

1

0

4

PB

Araruna

250100

2

0

0

PB

Areia

250110

2

0

0

PB

Aroeiras

250130

1

0

0

PB

Assunção

250135

0

0

4

PB

Belém

250190

0

0

2

PB

Boa Ventura

250210

0

0

1

PB

Caldas Brandão

250380

1

0

0

PB

Catolé do Rocha

250430

0

0

1

PB

Conde

250460

1

0

0

PB

Cruz do Espírito Santo

250490

1

0

0

PB

Cuité

250510

0

0

3

PB

Cuité de Mamanguape

250523

0

0

2

PB

Esperança

250600

1

0

0

PB

Fagundes

250610

2

1

0

PB

Gado Bravo

250625

0

0

3

PB

Guarabira

250630

0

4

0

PB

Itabaiana

250690

0

0

3

PB

João Pessoa

250750

0

2

0

PB

Livramento

250850

0

0

1

PB

Mamanguape

250890

2

0

0

PB

Patos

251080

1

0

0

PB

Pedras de Fogo

251120

1

0

0

PB

Pilar

251150

3

0

0

PB

Pitimbu

251190

1

0

0

PB

Remígio

251270

1

4

0

PB

Riachão do Bacamarte

251275

1

0

0

PB

Rio Tinto

251290

0

0

4

PB

Santana de Mangueira

251350

0

0

1

PB

Santana dos Garrotes

251360

0

0

2

PB

São João do Cariri

251400

0

1

0

PB

São José dos Ramos

251445

0

0

1

PB

São José de Piranhas

251450

0

1

2

PB

São José do Sabugi

251470

0

0

1

PB

Seridó

251540

1

0

2

PB

Serra Branca

251550

0

0

1

PB

Taperoá

251650

1

0

0

 

4 – PROPOSTAS DE CONSTRUÇÃO QUE NÃO FINALIZARAM A ORDEM DE INICIO DE SERVIÇO OU ATESTADO DE CONCLUSÃO NO SITE DO FNS

Foram identificadas propostas de construção no Estado da PB que inseriram ordem de inicio de serviço ou atestado de conclusão no site do FNS e não clicaram no botão finalizar. Desta forma o município acredita que encaminhou o documento para analise, mas a mesma precisa ser finalizada para serem visualizadas pela equipe técnica de parecer. Segue abaixo o consolidado geral de municípios que se encontram nessa situação:

 

TOTAL DE MUNICÍPIOS NO ESTADO DA PB QUE POSSUEM DOCUMENTOS NO SITE
DO FUNDO NACIONAL DE SAÚDE SEM FINALIZAÇÃO

UF

QTD. MUNICÍPIOS

OBSERVAÇÃO

PB

5

 

CONSOLIDADO GERAL DOS MUNICÍPIOS

 

UF

Município

IBGE

Proposta

Componente

PROBLEMA IDENTIFICADO NA PROPOSTA

PB ALHANDRA 250060 08778318000110005 Construção Doc. com OIS sem finalização desde 07/03/2012
PB MARCAÇÃO 250905 12370254000110001 Construção Doc. com OIS sem finalização desde 20/08/2013
PB MOGEIRO 250940 10664047000110002 Construção Doc. com OIS sem finalização desde 24/05/2013
PB POMBAL 251210 08948697000112002 Construção Doc. com OIS sem finalização desde 14/10/2013
PB SOSSÊGO 251615 01613663000112001 Construção Doc. com OIS sem finalização desde 30/10/2013
PB SOSSÊGO 251615 01613663000112002 Construção Doc. com OIS sem finalização desde 03/10/2013

 

Links:

 

Estamos à disposição para maiores esclarecimentos.

Priscila Mara Anjos Nunes
(83) 9153-6675 Oi / 9640-9878 Tim / (61) 3315-5905
Apoio Institucional Descentralizado PARAÍBA
Coordenação de Gestão da Atenção Básica – CGAB
DAB / SAS / Ministério da Saúde

MS inicia segunda etapa de recontratualização do PMAQ – encerramento 31/05/2013

O Ministério da Saúde iniciou nesta segunda-feira (22/04) a segunda etapa de recontratualização do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade (PMAQ).

Nesta etapa – que se encerra no dia 31 de maio – o gestor municipal deverá indicar quais as equipes de Atenção Básica e Saúde Bucal que irão participar do Programa. Essas equipes farão a contratualização, fase que significa pactuar os compromissos entre a gestão municipal, as equipes e o Ministério da Saúde.

Uma vez realizada a pactuação, as equipes devem se organizar para desenvolver as ações que deem conta de atingir as metas estabelecidas, contando com o apoio da gestão municipal no que se refere ao apoio institucional e à educação permanente. Importante destacar que entre as ações elencadas pelas equipes poderão constar algumas relacionadas à Rede Cegonha, ao Programa Nacional de Controle do Tabagismo e ao Programa Nacional de Banda Larga.

Durante a avaliação externa, terceira fase do PMAQ, serão avaliados os padrões de acesso a qualidade a esses programas atingidos pelas ações das equipes que aderiram ao PMAQ.

Termo de Compromisso

Tanto a gestão municipal quanto as equipes assinam um termo de compromisso nesta fase do PMAQ. A importância dessa ação está no comprometimento coletivo pela melhoria da qualidade dos serviços de saúde oferecidos à população local.

À gestão municipal cabe, entre outros compromissos, a obrigação de garantir a composição mínima das equipes, com seus profissionais devidamente cadastrados no Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde (CNES); ofertar ações de saúde para a população coberta por cada equipe, de acordo com a Política Nacional de Atenção Básica (PNAB) e traduzidas nos indicadores e padrões de qualidade definidos pelo Programa; aplicar os recursos em ações que promovam a qualificação da Atenção Básica; realizar ações para a melhoria das condições de trabalho das equipes; implantar apoio institucional e matricial às equipes; e implantar processo regular de monitoramento e avaliação, para acompanhamento e divulgação dos resultados da Atenção Básica no município.

Já entre as equipes, o termo de compromisso estabelece: organizar o processo de trabalho em conformidade com os princípios da atenção básica previstos e na PNAB; implementar processos de acolhimento à demanda espontânea para a ampliação, facilitação e qualificação do acesso; alimentar o Sistema de Informação da Atenção Básica de forma regular e consistente; instituir espaços regulares para a discussão do processo de trabalho da equipe e para a construção e acompanhamento de projetos terapêuticos singulares; e instituir processos autoavaliativos como mecanismos disparadores da reflexão sobre a organização do trabalho da equipe, com participação de todos os profissionais.

Para mais informações, clique aqui.

Fonte: site DAB/MS

Reunião PMAQ-CEO – Ministério da Saúde – Paraíba

[important]

A Coordenação-Geral de Saúde Bucal do Ministério da Saúde vem por meio deste convidar os Secretários Municipais de Saúde da Paraíba, que possuem Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) em seu município, a participarem da reunião sobre a adesão ao Programa de Melhoria do Acesso e Qualidade dos CEO (PMAQ-CEO), a se realizar no dia 18 de março de 2013, no horário das 14h às 17h, no Auditório do Centro Turístico de Tambaú, localizado na Avenida Almirante Tamandaré, nº 100 – 1º andar; Bairro Tambaú; PBTUR; João Pessoa-PB.

A reunião terá como pauta a Portaria Nº 261/GM de 21/02/2013, que institui, no âmbito da Política Nacional de Saúde Bucal, o Programa de Melhoria do Acesso e Qualidade dos Centros de Especialidades Odontológicas (PMAQ-CEO) e o Incentivo Financeiro (PMAQ-CEO), denominado Componente de Qualidade da Atenção Especializada em Saúde Bucal.

Informamos, ainda, que essa reunião será conduzida pelo Coordenador-Geral de Saúde Bucal do Ministério da Saúde, Dr. Gilberto Alfredo Pucca Júnior. 

 

Atenciosamente,

Renato Taqueo Placeres Ishigame
Assessor Técnico – CD
Ministério da Saúde
Coordenação Geral de Saúde Bucal

[/important]

Iniciam-se as adesões ao 2º ciclo do PMAQ

Começou no dia 19 de fevereiro o período de inscrições para o segundo ciclo do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB). A novidade para este ano é a universalização do Programa, ou seja, todas as equipes de Saúde da Família poderão se inscrever.

Outro avanço do Programa se refere à participação de outras equipes. Poderão se inscrever todas as equipes dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF), dos Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) e equipes de Atenção Básica Parametrizadas. Todas essas equipes serão avaliadas e certificadas, recebendo, ainda, um incentivo financeiro do Ministério da Saúde (MS), a exemplo das equipes que aderiram ao primeiro ciclo do Programa em 2011.

Vale destacar que as equipes do Consultório na Rua e de Atenção Domiciliar do Programa Melhor em Casa também poderão aderir ao programa, visando a qualificação do processo de trabalho e de gestão das equipes.

 

[important]

19 de fevereiro a 31 de março o sistema para adesão dos gestores municipais ao Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade – AB. Essa etapa é obrigatória.

Do início de março a junho o sistema estará aberto para contratualização e recontratualização das equipes de Atenção Básica.

Para mais informações, acesse:

http://dab.saude.gov.br/portaldab/noticias.php?conteudo=_&cod=1734

[/important]

 

[notice]

Sobre as senhas:

  1. Gestor antigo (que aderiu em 2011 e por isso tem login e senha para acesso): entrar normalmente no sistema com seu CPF e senha.
  2. Gestor novo (que já excluiu o antigo e por isso tem login e senha para acesso): entrar normalmente no sistema com seu CPF e senha.
  3. Gestor novo (que não tem login e senha para acesso, porque não excluiu o gestor antigo e, desta forma, não se cadastrou):
      • deve entrar no sistema com CNPJ e senha do Fundo Municipal de Saúde
      • clicar em gerenciar usuários
      • procurar o nome do antigo gestor e excluir
      • em seguida, clica em novo usuário e se cadastra, com isso, a senha chegará no email cadastrado
      • por fim, entrar novamente no sistema, mas agora com seu CPF e a senha que chegou por email.

[/notice]

Estamos à disposição para maiores esclarecimentos.

Priscila Mara Anjos Nunes
(83) 9153-6675 Claro / 8705-1637 Oi / 9640-9878 Tim
Apoio Institucional Descentralizado PARAÍBA

Coordenação Geral de Gestão da Atenção Básica – CGAB
Departamento de Atenção Básica – DAB
Secretaria de Atenção à Saúde – SAS
Ministério da Saúde – MS