SUS vai ampliar tratamento a fumantes

Com o objetivo de incentivar a população brasileira a largar o cigarro – que de acordo com estimativas mata cerca de 200 mil pessoas por ano no país -, o Ministério da Saúde (MS) irá ampliar o acesso de usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) a tratamentos para parar de fumar, já que o tabagismo é um dos principais fatores de risco para a incidência de infartos, derrames e vários tipos de câncer.

Foto: Freedigitalphotos.net por sippakorn

Foto: Freedigitalphotos.net por sippakorn

A medida foi publicada hoje (08/04/2013) no Diário Oficial da União e, segundo informações da Pasta, irá ampliar em até dez vezes o número de unidades de saúde do SUS que fornecem tratamento aos fumantes. Atualmente, há 3 mil centros de saúde que oferecem tratamento psicológico e medicamentoso e programas educativos, terapêuticos e preventivos a quem deseja parar de fumar. Pelas novas regras, a habilitação de serviços ocorrerá por meio do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade (PMAQ), do MS, que já atinge 30 mil unidades em 5,1 mil municípios do país. Dessa maneira, todas as unidades poderão optar por oferecer o serviço.

Segundo o ministério, até o momento, cerca de 5 mil municípios manifestaram interesse em oferecer o tratamento. Os gestores municipais devem inscrever a cidade interessada em receber o programa durante o mês de abril.

A pesquisa Vigitel 2011, do MS, demonstra que 14,8% dos brasileiros acima de 18 anos fumam. Já a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD 2008) apontou que 14,7% dos fumantes – cerca de 2,3 milhões de pessoas – desejam parar de fumar nos próximos 12 meses. Com isso, a meta do governo é reduzir de 15% para 9% a taxa de fumantes na população adulta até 2022.

Para se ter uma ideia, o MS gasta em média cerca de R$12 milhões anuais no tratamento de fumantes, entretanto, a projeção da Pasta é que esse valor chegue a R$60 milhões conforme transcorra a adesão das unidades de saúde. No ano anterior, aproximadamente 175 mil pacientes foram tratados por meio do programa em 1.159 municípios.

Outra iniciativa prevista na portaria é a capacitação de profissionais em cada unidade, que atenderão quem quer largar o tabaco. A capacitação não abordará somente o tratamento medicamentoso; incluirá também abordagem comportamental qualificada para incentivar o fumante a prosseguir com o tratamento até o final.

Fonte: Site de Dr. Dráuzio Varela
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *