Municípios paraibanos encerram o ciclo das etapas municipais da 16ª Conferência Nacional de Saúde

Em agosto de 2019 acontecerá em Brasília, a 16ª Conferência Nacional que terá como tema central: “Democracia e Saúde: Saúde como Direito e Consolidação e Financiamento do SUS” e como Eixos temáticos: I. Saúde como Direito; II. Consolidação dos princípios do SUS e III. Financiamento adequado e suficiente para o SUS. Esta conferência vem resgatar e atualizar os eixos da 8ª Conferência Nacional de Saúde, realizada em 1986, por este motivo está sendo chamada de 8ª +8.

O Estado da Paraíba se destaca na realização das conferências municipais de saúde. Historicamente os municípios paraibanos realizavam suas conferências de saúde contratando palestrantes e facilitadores, este ano, percebendo a necessidade de uma maior contribuição aos municípios, a Presidente do Cosems, Dra Soraya Galdino, decidiu disponibilizar toda a equipe técnica deste conselho para participar como conferencistas e facilitadores dos eixos temáticos em mais de 70 municípios do Estado. Ressalta-se a participação da Presidente, em alguns municípios, como também a articulação para a presença de professores da UFPB, a exemplo de Prof. André Bonifácio e Lindemberg Medeiros.

Este apoio do Cosems no contexto atual foi de grande relevância, em virtude da necessidade de continuarmos na luta em defesa da democracia, do SUS e da vida.

Na oportunidade, parabenizamos todos os gestores municipais de saúde que não mediram esforços para realizarem as conferência de saúde, nas quais refletiram, debateram, analisaram e construíram com a participação popular, propostas que subsidiarão a 9ª Conferência Estadual de Saúde e a 16ª Conferência Nacional de Saúde, objetivando garantir a consolidação dos princípios do SUS e a manutenção do estado democrático de direito.

COSEMS e SES divulgam nota de orientação para emissão de resolução CIB para emendas parlamentares

De acordo com o COSEMS/PB e a Secretaria Estadual de Saúde os gestores municipais deverão observar a elaboração dos projetos técnicos que deverá considerar as diretrizes do Transporte Sanitário Eletivo destinado ao deslocamento de usuários para realizar procedimentos de caráter eletivo no âmbito SUS, conforme Resolução nº 13/CIT, de 23 de fevereiro de 2017.

Diante da alteração do cronograma para avaliação das propostas de convênio, os municípios terão até sexta-feira (12) para dar entrada nos seus processos na Secretaria de Estado da Saúde. Será marcada uma CIB extraordinária para aprovação dos projetos técnicos e emissão das resoluções em tempo hábil de modo que os municípios não serão prejudicados.

Considerando o cronograma publicado, a Resolução CIB poderá ser enviada como complemento até o dia 23 de abril, mas as propostas devem ser encaminhadas ao Ministério da Saúde via SIGEM impreterivelmente até 14 de abril.

Orientações Técnicas sobre BNAFAR – Envio de informações para a Base Nacional da Assistência Farmacêutica

1 – Contexto: Considerando a necessidade de serem disseminados esclarecimentos acerca da Base Nacional da Assistência Farmacêutica – BNAFAR e possíveis obrigações acerca do envio de informações por parte de municípios não contemplados no programa QUALIFAR SUS, faz-se necessário esclarecer alguns pontos acerca da estratégia, bem como o cenário atual e perspectivas de futuro.

É notória a importância desses dados no âmbito municipal e se torna fundamental que os dados se tornem, de fato, informações para subsidiar a tomada de decisão no âmbito municipal da assistência farmacêutica. Sendo assim, existem hoje disponíveis as possibilidades de envio de informações dos municípios, para o nível federal, via sistema informatizado Hórus e Web e Service – WS.

2 – Conceito BNAFAR: A Base Nacional de Dados de Ações e Serviços da Assistência Farmacêutica no SUS (BNAFAR) é a consolidação dos dados nacionais de posição de estoque, entradas, saídas, avaliações e dispensações realizadas pelos estabelecimentos de saúde dos Municípios, Estados e Distrito Federal para os medicamentos padronizados na Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename), e do Programa Farmácia Popular do Brasil. Instituída em 24/10/2017, ela contém os dados dos Componentes Básico, Especializado e Estratégico da Assistência Farmacêutica.

A BNAFAR foi instituída pela Portaria nº 271/2013/GM/MS sendo amplamente atualizada posteriormente pela Portaria nº 957/2016/GM/MS e complementada pela Portaria nº 938/2017/GM/MS, sendo hoje regulamentada pela Portaria de Consolidação nº 1/MS, de 28/09/2017. Ela é constituída por dados do Sistema Nacional de Gestão da Assistência Farmacêutica (Hórus), serviço de envio de dados (web service) e Sistema Autorizador do Programa Farmácia Popular. Fonte: Ministério da Saúde

Resumo fluxo de dados BNAFAR. Fonte: Ministério da Saúde

3 – Envio dos dados via Hórus pelos Municípios

Conceito Hórus: Para qualificar a gestão da Assistência Farmacêutica nas três esferas do SUS, e contribuir para a ampliação do acesso aos medicamentos e da atenção à saúde prestada à população, o Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde (DAF/SCTIE/MS) apresenta o HÓRUS – Sistema Nacional de Gestão da Assistência Farmacêutica. Esse sistema foi inicialmente desenvolvido por meio da parceria estabelecida em 2009 entre DAF/SCTIE, a Secretaria Municipal de Saúde de Recife (SMS/PE), a empresa Pública de Informática de Recife (Emprel), o Departamento de Informática do SUS (DATASUS/SE), o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS). Fonte: MS

O contexto atual traz o sistema Hórus como a oferta de aplicativo do Ministério da Saúde para envio de dados sobre a assistência farmacêutica, por parte dos municípios e estados, trazendo o sistema como referência para o tipo de informação a ser enviada. É de conhecimento de todos os problemas atuais referentes ao sistema, como lentidão e inoperância em alguns casos, trazendo graves problemas no preenchimento e principalmente no atendimento da população. Em 2018, o Ministério da Saúde assumiu publicamente os problemas de instabilidade do sistema, referindo à necessidade de se adequar a tecnologia do sistema, ou seja, assumindo a necessidade de ser construído um novo sistema com tecnologia adequada para tal demanda de uso.

Recentemente o Departamento de Informática do SUS – DATASUS executou rotinas para mitigar os problemas relacionados ao sistema. O CONASEMS acompanha e participa na discussão e concepção de nova plataforma para utilização por parte dos municípios, visando os registros das ações da assistência farmacêutica no território municipal.

Informações: http://portalms.saude.gov.br/assistencia-farmaceutica/sistema-horus?view=default

 

4 – Envio dos dados via Web service pelos Municípios

Conceito do WS: O web service da Base Nacional de Dados de Ações e Serviços da Assistência Farmacêutica no SUS (BNAFAR) permite que Municípios, Estados e Distrito Federal que não utilizam o sistema Hórus possam enviar as informações referentes a posição de estoque, entradas, saídas, dispensações deferidas e avaliações, no âmbito dos medicamentos contidos na Rename para a BNAFAR. Fonte: MS

O uso da tecnologia de Web Service para envio dos dados naturalmente está diretamente vinculado à utilização de sistemas da iniciativa privada que são utilizados pelos municípios, ou da construção de sistemas próprios pelos municípios ou estados.

Recentemente um novo Web Service passou por homologação tripartite e foi fornecido pelo Ministério da Saúde aos municípios e estados, sendo que a documentação pode ser acessada no Portal da BNAFAR.

Atualmente o Web Service fornecido pelo Ministério da Saúde passa por ajustes solicitados pelos municípios e estados que utilizam o serviço, já que existe o relato de instabilidades e problemas na utilização do serviço. Esta tecnologia requer a existência de equipa técnica para manutenção e construção por parte dos municípios.

Informações: http://portalms.saude.gov.br/assistencia-farmaceutica/base-nacional-de-dados/sistemas/web-service?view=default

 

5 – Método Alternativo de Envio – MAE

Conceito do MAE: Além das opções de transmissão já mencionadas, o Ministério da Saúde disponibilizou uma alternativa para enviar os dados de entrada, saída, dispensação, posição de estoque e avaliação via Método Alternativo de Envio (MAE) para o sítio da BNAFAR. O gestor que não possuir a solução do barramento direto via serviço web, ou usar o sistema Hórus, deverá solicitar acesso ao MAE, baixar planilhas padronizadas, inserir os dados das transações na forma de registros e enviar em formato CSV no sítio eletrônico, o qual tem implementado um barramento para o mesmo serviço web.

O referido serviço não foi homologado até o momento, sendo assim não está disponível para utilização por parte dos municípios. Tal opção poderá ser utilizada pelos municípios que não possuem conectividade para alimentação da Base Nacional.

 

6 – Justificativa de não envio de dados a BNAFAR pelos Municípios

Conceito do Formulário: A possibilidade de envio de justificativa por parte de municípios e estados, caso não sejam enviados os dados via Hórus ou Web service, possui previsão na PORTARIA Nº 938, DE 7 DE ABRIL DE 201, eu seu artigo terceiro, conforme abaixo:

“rt. 3º Caso o ente federativo não tenha transmitido as informações relativas ao conjunto de dados e eventos referentes aos medicamentos e insumos da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename) que trata a Portaria nº 957/GM/MS, de 10 de maio de 2016, e não envie justificativa no prazo estabelecido ou caso esta não seja aceita pelo Ministério da Saúde, poderão ser suspensos os repasses de recursos financeiros do Ministério da Saúde relacionados à Assistência Farmacêutica de acordo com a legislação vigente.

  • 1º O envio pelo ente, de dados não fidedignos ou de baixa representatividade, de acordo com parâmetros definidos pelo Ministério da Saúde e acordados no âmbito da CIT, estará sujeito as penalidades do caput.
  • 2º Os recursos financeiros não repassados aos entes federativos pelo Ministério da Saúde, conforme sanção que trata o caput, serão transferidos a posteriori e de forma integral assim que o ente federativo se adequar as regulamentações da Portaria nº 957/GM/MS, de 10 de maio de 2016, por meio da utilização do sistema Hórus, ou regularização do envio de dados para a web service, ou por meio de envio de justificativa aceita pelo Ministério da Saúde.

Sendo assim, o CONASEMS recomenda que os municípios que não utilizam o sistema Hórus, e não fazem uso do serviço de Web Service, preencham tal formulário de justificativa para que seja possível um melhor mapeamento do cenário referente as dificuldades no envio das informações, entre outros aspectos.

Os municípios podem acessar o formulário no link:

http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario.php?id_aplicacao=41819

 

7 – Sobre prazos relacionados à BNAFAR

Atualmente a obrigação de envio de informações, para os municípios que não fazem parte da estratégia QUALIFAR, não possui efeito prático já que conforme a Portaria que regulamenta a BNAFAR aduz que: “§ 2º O início do prazo para a transmissão dos dados referentes ao registro das dispensações do Componente Básico da Assistência farmacêutica e do Componente Estratégico da Assistência Farmacêutica para os estabelecimentos de saúde que não possuem conectividade e que não estão contemplados no eixo estrutura do QualifarSUS dar-se-á a partir da etapa de Implantação da Solução do Programa de Informatização das Unidades Básicas de Saúde e do Registro Eletrônico de Saúde.

  • 3º Os prazos estabelecidos neste artigo estão condicionados ao pleno atendimento do “web service” da Base Nacional de Dados de Ações e Serviços da Assistência Farmacêutica do SUS em receber os dados dos municípios, estados e União e processá-los em tempo em hábil.

 

Considerando a não efetivação, até o momento, do PIUBS e RES, os prazos para a transmissão de dados não se aplicam. Entretanto, é recomendável e importante que os municípios que possuem a capacidade de envio seja via Hórus ou serviço de Web Service, possam realizar o envio para a qualificação das informações e maior possibilidade de planejamento na área da assistência farmacêutica. Da mesma forma, que os municípios que não estejam enviando as informações possam realizar o preenchimento do formulário de justificativa, descrito no item 6, para um melhor mapeamento das necessidades à nível nacional.

 

Informações Gerais: http://portalms.saude.gov.br/assistencia-farmaceutica/base-nacional-de-dados

 

Confira a nota em formato em PDF

CONASEMS

Gestores e técnicos participam da 1ª reunião extraordinária da CIB em 2019

No período da tarde desta segunda-feira (8), o COSEMS/PB participou da realização da 1ª Reunião Extraordinária Comissão Intergestores Bipartite-PB/2019, na sala da CIB-PB, localizada na sede da Secretaria de Estado da Saúde – SES-PB.

Iniciada às 14h, a reunião teve pontos de pauta a deliberação para pauta da CIB a pactuação de Cirurgias Eletivas referente a 2019.

Na oportunidade, a secretária executiva da CIB, Déborah Gomes dos Santos destacou a importância da presença dos gestores nestas reuniões.

Cirurgias eletivas, Atenção Básica e Residência Médica estão na pauta da 3ª Assembleia do COSEMS/PB

O Conselho de Secretarias Municipais de Saúde da Paraíba (COSEMS/PB) realizou nesta segunda-feira (8) pela manhã, a 3ª Assembleia Geral Ordinária, na Sala de Reuniões do COSEMS em João Pessoa. A reunião foi iniciada com a aprovação da Ata da 2ª Assembleia do COSEMS/PB e a apresentação da pactuação para execução das cirurgias eletivas de 2019, por Patrícia Assunção, da Secretaria Estadual de Saúde.

Em seguida houve a apresentação da minuta das portarias com a nova modalidade de atendimento e financiamento da Atenção Básica, sob a condução da presidente do COSEMS/PB, Soraya Galdino.

A pauta também contou com a apresentação do Programa de Residência Médica e o provimento de Médicos que será feita por Felipe Proenço/UFPB e foi encerrada após a leitura dos informes gerais. Os secretários municipais foram convocados pelo conselho através de edital.

XXXV Congresso Conasems – Confira a programação completa

O XXXV Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde acontecerá entre os dias 2 e 5 de julho, no Ulysses Guimarães Centro de Convenções, em Brasília. Com o tema “Diálogos no Cotidiano do SUS”, o Congresso do Conasems promoverá o encontro de mais de 5 mil congressistas – dentre eles, gestores municipais de saúde, trabalhadores do SUS, e de todas as esferas de governo, representantes de instituições ligadas à saúde pública e autoridades. O encontro é um momento de troca de experiências e informações que impactam diretamente no fortalecimento do SUS.

Durante o evento, será promovida a 16ª edição da “Mostra Brasil aqui tem SUS”, com apresentação de até 500 experiências exitosas de Secretarias Municipais de Saúde, com o objetivo de mostrar o SUS que dá certo em todas as regiões do país. O XXXV Congresso Conasems também acolherá o Encontro Nacional do Projeto Aedes na Mira, de iniciativa do Conasems e desenvolvimento em conjunto com entidades parceiras, que tem como objetivo a implementação de estratégias de prevenção das arboviroses e do manejo do mosquito Aedes aegypt e suas consequências, com foco na capacitação de gestores e técnicos da Saúde.

O evento contará ainda com a tradicional “Feira Brasil aqui tem SUS”, onde instituições e empresas, públicas e privadas, irão expor e divulgar suas experiências, produtos, serviços, tecnologias e mecanismos de interação tanto com os organismos ligados ao SUS quanto com os cidadãos. Nesta edição do Congresso, a Feira contará com uma livraria para divulgar publicações temáticas e espaços destinados a divulgar e apoiar os projetos de iniciativa do Conasems, como: fortalecimento da Integração da Assistência Farmacêutica na Atenção Básica, Especialização em Direito Sanitário com foco na Judicialização, Aedes na Mira e Estratégia Apoiador Regional.

As inscrições para o Congresso Conasems estarão abertas a partir da próxima semana. Confira a programação completa:

 

02/07/2019

16ª Mostra Brasil Aqui Tem SUS
local: Salas M7 a M13 e Multiuso 1 a 4
08:30 às 18:00 horas

Sessão de Lançamentos
local:  CAFÉ COLABORATIVO
8:30 às 20:00 horas

 

03/07/2019

16ª Mostra Brasil Aqui Tem SUS
local: Salas M7 a M13 e Multiuso 1 a 4
08:30 às 18:00 horas

Seminário – Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS – Proadi/SUS
Sala ÁGUAS CLARAS
08:30 às 18:00 horas

CONARES
AUDITÓRIO MASTER
13:00 às 14:00 horas

Assembleia Geral
AUDITÓRIO MASTER
14:00 às 18:00 horas

Preparatória do Encontro Nacional do Projeto Aedes na Mira
Sala ÁGUAS CLARAS
14:00 às 18:00 horas

Reunião do Grupo Técnico de Assistência Farmacêutica do Conasems
Sala M1 – 14:00 às 18:00 horas

SESSÃO DE ABERTURA
Solenidade e apresentação institucional
AUDITÓRIO MASTER
19:00 às 22:00 horas

 

04/07/2019

Seminário Governança, planejamento regional integrado e rede de atenção à saúde
Sala PLANALTO
08:30 às 13:30 horas

Seminário Judicialização da Saúde em Debate
Sala ÁGUAS CLARAS
08:30 às 18:00 horas
05/07 das 08:30 às 18:00 horas

Oficina Emendas Parlamentares: Propostas e execução
Sala ALVORADA
08:30 às 12:30 horas

Seminário Fortalecimento da Assistência Farmacêutica na Atenção Básica
Sala BURITI
08:30 às 12:30 horas

Seminário Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde
Sala T1
08:30 às 12:30 horas

Seminário Instrumentos para o fortalecimento da economia da saúde
Sala T4
08:30 às 12:30 horas

Oficina Gestão da Informação em Saúde
Sala T5
8:30 às 12:30 horas

Encontro Nacional do Projeto Aedes na Mira
local:  Mezanino – Salas M7 a M13 e Multiuso 1 a 4
8:30 às 18:30 horas

Segundo seminário de fortalecimento da Assistência Farmacêutica na Atenção Básica
Sala BURITI
08:30 às 12:30 horas
05/07 das 08:30 às 12:30 horas

Mesa – Financiamento e sustentabilidade de sistemas públicos de saúde
AUDITÓRIO MASTER
14:00 às 16:00 horas

Mesa  – As responsabilidades de cada Ente Federado no fortalecimento da Atenção Básica
AUDITÓRIO MASTER
16:30 às 18:30 horas

Premiação da Mostra Brasil Aqui Tem SUS
AUDITÓRIO MASTER
19:00 às 21:30 horas

 

05/07/2019

Encontro Nacional do Projeto Aedes na Mira
Sala PLANALTO
8:30 às 12:30 horas

Seminário Judicialização da Saúde em Debate
Sala ÁGUAS CLARAS
08:30 às 12:30 horas

Seminário digiSUS Gestor – Módulo Planejamento
Sala ALVORADA
08:30 às 12:30 horas

Oficina Fixação e permanência de profissionais de saúde em áreas de maior vulnerabilidade
lSala T1
08:30 às 11:00 horas

Encontro de Residências em Saúde
Sala T2
08:30 às 12:30 horas

Oficina Orçamento público e transferências fundo a fundo
Sala T4
08:30 às 12:30 horas

Painel de debates  – Iniciativas de Apoio ao Fortalecimento da Atenção Básica
Sala T1
11:00 às 13:00 horas

Plenária e Sessão de Encerramento
AUDITÓRIO MASTER
14:00 às 16:30 horas

 

CONASEMS

COSEMS-PB convoca todos os Secretários Municipais de Saúde para 3ª Assembleia Geral Ordinária e convida para a Reunião Extraordinária da CIB-PB

A Diretoria Executiva do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde da Paraíba está convocando através de edital, todos os Secretários Municipais de Saúde da Paraíba para participar da 3ª Assembleia Geral Ordinária, que será realizada no dia 8 de abril das 9 às 12h, na Sala de Reuniões do COSEMS em João Pessoa.

A Assembleia Geral Ordinária terá seu início às 9h e terá na pauta de deliberação a aprovação da Ata da 2ª Assembleia do COSEMS/PB, a apresentação da pactuação para execução das Cirurgias Eletivas de 2019, a apresentação da minuta das portarias que trazem a nova modalidade de atendimento e financiamento da Atenção Básica, todas conduzidas pela Presidente do Conselho, Soraya Galdino.

A pauta também contará com apresentação do Programa de Residência Médica e o provimento de Médicos que será feita por Felipe Proenço/UFPB e será finalizada com os informes. Maiores informações podem ser obtidas na sede ou através dos telefones (83) 3024-0247/99814-6002/98189-2560 e do email: cosemspb@cosemspb.org.

Na oportunidade, convidamos e ressaltamos a importância da presença dos gestores para participar da Reunião da CIB-PB, a realizar-se no mesmo dia, a partir das 14h, na sala da CIB-PB, localizada na sede da Secretaria de Estado da Saúde – SES-PB.

COSEM/PB realiza mais uma oficina para gestores paraibanos

O Conselho de Secretários Municipais da Paraíba (COSEMS/PB) realiza nesta terça-feira (2) o curso “E agora, Gestor?”, na sede do COSEMS. Após a recepção aos gestores houve uma explanação sobre o papel do gestor e o papel do Conselho.
Em seguida foram repassadas informações sobre planejamento e educação em saúde.
Após o intervalo, já à tarde, a oficina abordou questões sobre financiamento em saúde e emendas parlamentares e judicialização da saúde.

Dentre as dúvidas mais frequentes relatadas pelos gestores destacam-se pontos sobre medicamentos, financiamentos, contratos, convênios, investimentos e custeios.

A oficina contou com a participação da área jurídica do COSEMS , representada por Patrícia Ferreira e da equipe técnica, representada por Katarina Galiza, Anderson Sales, Michelle Targino e Mércia Gomes.

COSEMS/PB participa de reunião do GT do PMAQ realizada sexta-feira (30) na Secretaria Estadual de Saúde

A reunião do Grupo de trabalho do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade (PMAQ) aconteceu nesta sexta-feira (30) pela manhã na sede da Secretaria Estadual de Saúde. Na reunião foi discutida a situação da certificação das equipes avaliadas pelo programa em 2018. “O Ministério da Saúde tem se esforçado para finalizar a certificação do 3º Ciclo do PMAQ. Em setembro de 2018 publicamos a primeira lista de certificação e também pactuamos, junto ao CONASS e CONASEMS, alguns ajustes na pontuação do 3 ciclo, de modo a reconhecer o esforço das equipes no processo de qualificação da APS. Hoje estamos ajustando algumas inconsistências do banco de dados para publicar a portaria final de certificação do 3º Ciclo e esperamos que ele seja concluído ainda neste semestre”, disse Érika Almeida.

Enquanto a certificação não é publicada as equipes continuarão recebendo os repasses referentes à avaliação do 2º ciclo.

Ainda foram repassadas informações sobre o andamento da versão 3.2 do E-SUS, sobre as propostas da nova equipe dirigente do Ministério para Atenção Básica, como a criação da Secretaria Nacional de Atenção Primária, a formulação de programa voltado à ampliação do acesso às UBS, programa ESF Mais, que foi apresentado na CIT no último dia 28, e a previsão de realização de evento, ainda este ano, em alusão aos 25 anos da Estratégia Saúde da Família.

Os gestores presentes na reunião debateram ainda os desafios do fortalecimento da Atenção Básica na Paraíba e a importância de construir estratégias de fortalecimento da Educação Permanente, uma maior integração ensino-serviço por meio dos programas de Residência, além de espaços de compartilhamento de experiências exitosas desenvolvidas pelos municípios, enquanto caminhos para a superação destes desafios.

A reunião do PMAQ contou com a presença de Erika Almeida, do Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde, das representantes da Atenção Básica do Estado, Rosiani Videres, Micheline Ariette e Marsílio Araújo, e dos representantes do COSEMS, João Elísio da Rocha Neto, secretário de Saúde de Solânea e Alessandra Regina de Melo Sousa, secretária de saúde de Sumé, Amanda Oliveira da Silveira Marques Dantas, secretária de Saúde de Sousa, acompanhados do assessor Anderson Dias e da professora da UFPB, Juliana Sampaio, que é coordenadora da Avaliação Externa no 3º Ciclo do PMAQ.

Inscrições para o programa “E Agora Gestor?” estão abertas até o dia 29 de março

O Conselho de Secretarias Municipais de Saúde da Paraíba (COSEMS/PB) está com as inscrições abertas desta terça-feira (26) até o dia 29 de março, para o preenchimento de 30 vagas, destinadas ao Programa “E Agora, Gestor?” que se trata de um novo espaço direcionado à qualificação dos gestores municipais de saúde da Paraíba.

A segunda oficina do projeto será realizada no dia 2 de abril às 8:30 na sede do COSEMS-PB em João Pessoa.

Em formato de oficina com oito horas de duração, na sede do COSEMS, este novo espaço foi programado para ser realizado nas últimas terças-feiras do mês, porém excepcionalmente nos meses de março e abril tivemos alteração desta data em virtude da realização das Conferências Municipais de Saúde.

Através dele, gestores veteranos e novatos recebem suporte quanto às diretrizes do Sistema Único de Saúde, sobre o papel e as obrigações do gestor municipal do SUS e temáticas do planejamento, financiamento e organização da rede de atenção à saúde.

De acordo com a presidente do COSEMS/PB, Soraya Galdino, durante os encontros do programa, o corpo técnico do COSEMS aborda temas necessários ao bom desempenho da função e também funciona como um espaço de segunda opinião formativa para gestores que queiram discutir algo específico do seu município.

FORMULÁRIO