COSEMS-PB alerta para necessidade de prevenção do sarampo através da imunização

O Brasil registrou nos últimos 90 dias, 2.753 casos confirmados de sarampo em 13 estados brasileiros. Os casos confirmados estão concentrados em 13 estados, sendo a maioria, 98,37% no estado de São Paulo. Em Pernambuco foram registrados 12 casos e na Paraíba 24 casos suspeitos estão sendo investigados pela Secretaria Estadual de Saúde. Diante deste cenário, o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (COSEMS-PB) chama a atenção para os cuidados com a prevenção da doença.

O conselho destaca que a única maneira de evitar o sarampo é por meio da vacina. O Sistema Único de Saúde (SUS) oferta a vacina tríplice viral, que é segura e protege contra todos os genótipos do sarampo circulantes no mundo.

No Brasil, a recomendação é duas doses a partir de 12 meses a 29 anos de idade; e uma dose para a população de 30 a 49 anos de idade. Os pais também precisam ficar atentos. Atualmente há ainda a recomendação do Ministério da Saúde de aplicar uma dose extra, a chamada ‘dose zero’ em crianças de seis meses a 11 meses e 29 dias. Esse público está mais suscetível a casos graves e óbitos.

Por causa disso, quem vai viajar, tanto para destinos nacionais quanto internacionais, devem se certificar que estão em dia com as doses da vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba, conforme previsto no Calendário Nacional de Vacinação, do Sistema Único de Saúde (SUS).

A vacina que protege contra o sarampo deve ser evirada no período da gestação, já que a gestação tende a diminuir a imunidade da mulher, o que deixa o sistema imunológico mais vulnerável e, por isso, a vacina pode desenvolver a doença ou complicações.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *