Seminário promovido pelo COSEMS-PB discute e encaminha ações em benefício da Vigilância e Atenção Básica de Saúde

O Seminário teve como tema o Enfrentamento da Sífilis Congênita, Arboviroses e o fortalecimento da cobertura Vacinal, promovido pelo COSEMS-PB aconteceu durante toda esta quinta-feira (18), na sede do Conselho Regional de Odontologia (CRO), com gestores municipais de saúde, coordenadores de Atenção Básica e coordenadores de Vigilância em Saúde e palestrantes de várias partes do Brasil. Anexa de abertura contou com representação de autoridades como Ministério da Saúde através da Secretaria de Vigilância em Saúde e Departamento de Atenção Básica, Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, Secretaria de Estado da Saúde, Conselho Estadual de Saúde, COREN, CONASEMS, Projeto Sífilis NÃO.

A presidente do COSEMS-PB, Soraya Galdino explicou que as temáticas escolhidas foram baseadas nos relatos da maioria dos gestores municipais de saúde, que relatam os problemas e as dificuldades em enfrenta-los. “O cenário preocupa e por isso precisamos falar sobre a importância da vacinação evitar o retrocesso, já que ultimamente algumas doenças que estavam erradicas estão voltando, da mesma forma a sífilis congênita, que registrou alta em alguns locais do Estado e por fim, as arboviroses, que tem como vetor o mosquito e causa um estrago grande. Então é preciso discutir ações de enfrentamento e encontrar soluções, precisamos estar em vigília e alertas”, disse.

O procurador do ministério público federal José Guilherme elogiou muito a iniciativa do COSEMS na realização do evento encaminhou uma reunião para o dia seguinte na procuradoria com representastes do Ministério da Saúde e as presidências do COREN, CRM e COSEMS para pactuar a obrigatoriedade da aplicação da benzetacil nas unidades básicas de saúde.

Para o procurador Valberto Lira do Ministério Público, eventos como estes contribuem ainda mais para o aperfeiçoamento dos gestores. De acordo com ele, o MP e o COSEMS mantêm uma parceria antiga que atualmente estão envolvidos na luta para a efetivação da política de saúde nos presídios. “O COSEMS é o primeiro parceiro para a efetivação da política de saúde nos presídios, conforme está previsto através de decreto”, disse.

Presente ao evento, a secretária de Estadual de Saúde, Cláudia Veras parabenizou o COSEMS pela iniciativa como forma de fortalecer o diálogo entre as gestões com os municípios. “A articulação daquilo que observamos dentro das ações da Vigilância em Saúde no aspecto de notificação sempre foi um desafio para a gestão pública porque as áreas não podem andar separadamente. A realização deste fortalece o diálogo e estimula a consolidação dos avanços em saúde no Estado da Paraíba”.

Pela manhã, o evento teve início com uma mesa-redonda sobre a sífilis, com a participação dos palestrantes serão Alessandro Chagas (CONASEMS), Joana Angélica de Araújo Ramalho (SES-PB), Gerson Fernando Mendes Pereira (SVS-MS), Erica Almeida (DAB-MS) e Ângela Amorim (COREN-PB).

De acordo com Alessandro Chagas do CONASEMS, vários aspectos foram relevantes no evento. “É importante dar visibilidade para à Vigilância porque temos um modelo de saúde muito centrado em hospital e doença e quando você foca na vigilância chama atenção para o fato de que ela tem condição de prevenir, de evitar a doença e diminuir a hospitalização. E o movimento que a gente faz no cenário nacional é que a Vigilância em Saúde tenha uma integração com a atenção à saúde básica, com reuniões conjuntas e planejamento porque temos desafios grandes como os focados neste evento, a exemplo da sífilis congênita, da vacinação e das arboviroses. Temos de nos preocupar muito com isso e colocar estas questões na agenda do gestor o ano inteiro”, disse.

No período da tarde, mais duas mesas redondas foram realizadas, uma sobre o enfrentamento às Arboviroses no Estado com Alessandro Chagas do Projeto Aedes na Mira (CONASEMS), Luiz Francisco de Almeida (SES-PB), Wanessa Tenório G. H. de Oliveira (SVS-MS) e Erica Almeida (DAB-MS) e outra sobre o Fortalecimento da Política de Imunização na Paraíba com Alessandro Chagas (CONASEMS), Isiane Queiroga (SES-PB), Líbia Roberta de Oliveira Sousa (SVS-MS), Erica Almeida (DAB-MS) e Glauber Galiza (COREN-PB). O evento foi encerrado posteriormente após ricas discussões e a solicitação dos participantes para a realização de mais eventos em virtude do sucesso registrado.

COSEMS-PB realiza Seminário Integração Vigilância e Atenção Básica

O Conselho de Secretarias Municipais de Saúde da Paraíba (Cosems-PB) realizará na próxima quinta-feira, dia 18, o Seminário Integração Vigilância e Atenção Básica que tem como tema o enfrentamento da Sífilis Congênita, das Arboviroses e da baixa cobertura vacinal. O encontro acontecerá no auditório do Conselho Regional de Odontologia, localizado na Rua João Machado, em João Pessoa, das 09:00h às 17:00h, tendo como público-alvo os Gestores Municipais de Saúde do Estado e os Coordenadores de Atenção Básica ou Coordenadores de Vigilância em Saúde.

O seminário se iniciará com o credenciamento dos participantes das 08:30h às 09:00h, logo em seguida haverá uma Mesa de Abertura tratando do tema do encontro. A partir das 09:30h será promovida a primeira Mesa Redonda que abordará o seguinte assunto: Como enfrentar a problemática da Sífilis Congênita na Paraíba. Os palestrantes serão Alessandro Chagas (CONASEMS), Joana Angélica de Araújo Ramalho (SES-PB), Gerson Fernando Mendes Pereira (SVS-MS) Erica Almeida (DAB-MS) e Milena Cristina Duarte de Almeida do Projeto Resposta Rápida à Sífilis (LAIS/UFRN). A Mesa Redonda será encerrada com um debate e logo após os participantes serão liberados para um intervalo para o almoço.

O retorno está previsto para as 13:30h com uma segunda Mesa Redonda que pautará o enfrentamento às Arboviroses no Estado com Alessandro Chagas do Projeto Aedes na Mira (CONASEMS), Luiz Francisco de Almeida (SES-PB), Wanessa Tenório G. H. de Oliveira (SVS-MS) e Erica Almeida (DAB-MS). Uma terceira e última Mesa Redonda será realizada na sequência sobre o fortalecimento da política de imunização na Paraíba com Alessandro Chagas (CONASEMS), Isiane Queiroga (SES-PB), Libia Roberta de Oliveira Sousa (SVS-MS) e Erica Almeida (DAB-MS). O encerramento do seminário está previsto para as 17:00h, logo após um último momento de discussões sobre o último tema tratado.

Secretaria de Estado de Saúde da Paraíba confirma presença no Seminário do Cosems-PB

A Secretaria Estadual de Saúde da Paraíba através de sua gestora Dra. Claudia Veras e seus Técnicos na Área de Vigilância em Saúde e Atenção Básica, confirmaram presença no Seminário de Vigilância em Saúde que será promovido pelo COSEMS no próximo dia 18 de outubro.

O CONASEMS confirma presença no seminário do COSEMS-PB

O Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde – CONASEMS, através do seu Assessor Técnico na Área de Vigilância em Saúde Dr. Alessandro Chagas, confirmou presença no Seminário de Vigilância em Saúde que será promovido pelo COSEMS no próximo dia 18 de outubro.

O Ministério Público Federal confirma presença no seminário do COSEMS-PB

O Ministério Público Federal através do seu Procurador Regional dos Direitos do Cidadão, Dr. José Guilherme Ferraz, confirmou presença no Seminário de Vigilância em Saúde que será promovido pelo COSEMS no próximo dia 18 de outubro.

O Ministério da Saúde confirma presença no Seminário do Cosems-PB

O Ministério da Saúde, através da Secretaria de Vigilância em Saúde – SVS, confirmou presença no Seminário de Vigilância em Saúde que será promovido pelo COSEMS no próximo dia 18 de outubro. Teremos os técnicos: Wanessa Tenório Gonçalves Holanda de Oliveira – Diretora Substituta do Departamento de Vigilância em Saúde, compondo a mesa ‘O enfrentamento as Arboviroses no Estado da Paraíba’; Gerson Fernando Mendes Pereira – Diretor Substituto do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis, do HIV/AIDS e das Hepatites Virais, para a mesa ‘Como enfrentar a problemática da sífilis congênita na Paraíba’ e Libia Roberta de oliveira Souza – Tecnologista do Programa nacional de Imunização, para a mesa ‘Fortalecimento da política de imunização na Paraíba’.

COSEMS-PB representa CONASEMS em plenária da Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde

O COSEMS-PB está participando nesta quarta-feira (3), da plenária ordinária da Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde (CNRMS), representando o CONASEMS. A plenária acontece, mensalmente, na sede do Ministério da Educação em Brasília.

Nesta plenária estão elencados como ponto de pauta a aprovação da ata da reunião de setembro, a homologação de processos de trancamentos, afastamentos e desligamentos, apresentação MS sobre o sistema financeiro, credenciamento e reconhecimento de programas (novos e ampliação), estudo de viabilidade de uniformização das áreas e informas de assuntos diversos levados pelos conselheiros.

A Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde instituída por meio da Portaria Interministerial nº1.077, de 12 de novembro de 2009, é coordenada conjuntamente pelo Ministério da Saúde e do Ministério da Educação e tem como principais atribuições que vão da avaliação ao credenciamento de programas de residência voltados ao atender as necessidades sócioepidemiológicas da população brasileira, entre outros.

COSEMS-PB participa de Congresso Brasileiro de Informática em Saúde no Ceará

Em mais uma demonstração de compromisso, o COSEMS-PB participa até amanhã (4), do 16º Congresso Brasileiro de Informática em Saúde (CBIS), em Fortaleza (CE). O evento acontece a cada dois anos e é o mais tradicional da área América Latina com o objetivo debater o potencial transformador da Informática em Saúde para os profissionais, provedores, fontes pagadoras e o paciente.

Na programação do CBIS 2018 estão sendo abordados temas em diversos segmentos da área, como prontuário eletrônico, gestão estratégica, soluções para o setor público e privado, capacitação profissional, padrões de interoperabilidade e aplicações móveis, entre outras.

Ao participar do evento, o COSEMS-PB destaca a importância da atualização dos sistemas de informação, visando orientar os gestores da Paraíba sobre a temática e integrar a força de trabalho na qualificação dos dados de saúde.

Presidente do COSEMS-PB preside junto com COSEMS-BA, mesa de discussão durante evento em Brasília

A presidente do COSEMS-PB, Soraya Galdino junto com a presidente do COSEMS-BA, Stela dos Santos Souza, presidiu a mesa de discussão durante a Oficina Temática “Regionalização e governança no Sistema Único de Saúde”, do Conselho Nacional de Representantes Estaduais (CONARES), realiza nesta quarta-feira (26) em Brasília. O evento é coordenado pela Diretoria de Regionalização do CONASEMS, composta pelas presidentes dos COSEMS da Bahia e da Paraíba, e acompanhado pela equipe de assessores do CONASEMS.

O planejamento regional integrado (PRI) é um instrumento de planejamento do SUS que deve ser elaborado no âmbito da região de saúde, construído com base nas necessidades de saúde do território, expressas nos planos municipais de saúde. O PRI dever ser pactuado, monitorado e avaliado pela Comissão Intergestores Regional – CIR e será a base para os Planos Regionais.

Os Planos Estaduais de Saúde terão como base as metas regionais, resultantes das pactuações intermunicipais, com vistas à promoção da equidade inter-regional. O processo de planejamento regional integrado deverá ser coordenado pela gestão estadual e envolver os três entes federados.

De acordo com a presidente do COSEMS-PB, Soraya Galdino, as atenções do conselho estão voltadas para a de condução deste processo. “Para que agenda de construção dos PRI não seja apenas o cumprimento cartorial de uma agenda, assim enquanto diretora de regionalização apontei ao Conasems a necessidade de estarmos construindo uma proposta para orientar e subsidiar essas discussões nos estados. Tendo em vista a possibilidade de mudança de governo em alguns estados no próximo ano. Temos que garantir a pactuação para deixar algo ´amarrado` para que não haja descontinuidade de todo esse processo”, disse.

COSEMS-PB é apontado como principal fonte de informações para os gestores da Paraíba

As CIRs – Comissões Intergestores Regionais são fóruns privilegiados para a negociação, pactuação, planejamento e avaliação da Gestão das Políticas de Saúde no Estado, com cogestão solidária entre os gestores municipais da Paraíba.

Com objetivo de fortalecer esses espaços, o Cosems realizou no dia 20 de setembro, a reunião dos Presidentes de CIR, estando presentes as seguintes regiões de saúde: 3ª CIR Borborema, 4ª CIR do Curimataú e Seridó Paraibano, 5ª CIR Cariri Ocidental, 7ª CIR Vale do Piancó, 8ª CIR Alto Sertão, 11ª CIR Princesa Isabel, 12ª CIR Vale do Paraíba, 16ª CIR Renascer do Brejo, como também, representantes da Diretoria do COSEMS.

Na ocasião, foi realizada a apresentação dos resultados da Pesquisa sobre as CIR da Paraíba, pelo Professor Assis Mafort – Pesquisador da Fundação Osvaldo Cruz – FIOCRUZ RJ e André Bonifácio – Docente do Departamento de Promoção da Saúde da UFPB e a Apresentação do Projeto para o Fortalecimento das CIRs no estado – (FortaleCIR). Esta realização do COSEMS pode proporcionar à Paraíba o privilégio de assistir em primeira mão, ao resultado da 2ª fase desta pesquisa.

Para nossa satisfação a apresentação de professor Assis constatou o que já sabíamos: No item: Quais as principais fontes empregadas pela CIR para identificar programas e políticas federais e estaduais relevantes para os municípios das regiões? As Informações divulgadas pelas apoiadoras do Cosems representam 92,86% das respostas e Informes do Cosems – 85,71%. Ficamos à frente das consultas ao site do Ministério da Saúde representam 71,34%, às informações divulgadas pelos apoiadores da SES – 50%, consultas o site da SES – 21,43% e ao Diário Oficial da União – 7,14%. O reconhecimento dos gestores pelo trabalho desenvolvido pelo COSEMS-PB nas regiões de saúde, observando a inserção das apoiadoras no processo de regionalização, empoderando o gestor local por meio da agilização e diversificação das informações, além de colaborar na compreensão mais ampliada dos processos da regionalização.

Para a presidente Soraya Galdino esta pesquisa coroou o trabalho de 5 anos para fazer do COSEMS-PB uma entidade conhecida e reconhecida pelos gestores municipais de saúde por trabalhar em função da informação e qualificação dos gestores em tempo adequado.